Parte superior do formulário

Parte inferior do formulário

 

 

Resposta do Deputado Cândido Vaccarezza

 

 

 

Prezado companheiro

 

E-mail semelhante foi enviado para o nosso Departamento Jurídico para a devida

análise e encaminhamento

 

Visite o site do nosso deputado para conhecer melhor o seu trabalho www.vaccarezza.com.br

 

Atenciosamente

 

Assessoria de Gabinete Deputado Federal Cândido Vaccarezza

 

 

 

De: castro [mailto:castro5334@uol.com.br]
Enviada: seg 8/10/2007 18:26
Para: Dep. Cândido Vaccarezza
Assunto: peço providencia com urgencia

 

Exmº. Srº. Deputado,

 

                    

                                   Venho outra vez  manifestar-me contra o Exame da Ordem  dos Advogados do Brasil, razão pela qual o mau cheiro que está envolvendo a Ordem. Até mesmo fora do Brasil dá para sentir, só  que os dirigentes estão fazendo vista grossa e se preocupando em exercer  a função do MEC que é a de fiscalização das  instituições de ensino no Brasil, inclusive dos cursos superiores no Brasil.

                                  Em vez de fiscalizar os escritórios dos Advogados, bem como o seu comportamento, a sua honestidade com os clientes, o zelo pela moral, fazendo vistoria em todos os  Estados e seus respectivos Municípios a Procura de irregularidades para punir os responsáveis, pois atualmente a única  preocupação da Ordem é simplesmente numérica, o mau cheiro está em  torno  deles, porém os mesmos não querem sentir, estão só  preocupados com a péssima qualidade do ensino superior no Brasil, fato que pode ser  resolvido com uma REPRESENTAÇÃO contra o MEC (Ministério da Educação e Cultura), no Ministério Público Federal,  para que o MEC exerça a sua função fiscalizadora. Ou a OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) se esqueceu que existe um instrumento jurídico a ser utilizado?

                                    No dia 01/10/2007, recebi um E-mail de uma pessoa residente em Cuiabá/Mt, pedindo  informações e no final,  mencionava um colega que é irmão de um DESEMBARGADOR  DO TRIBUNAL de JUSTIÇA, que obteve nota inferior e  foi aprovado para a segunda fase, isto sim, que é uma péssima qualidade de Ordem. É preciso uma investigação em todos os quadros da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) para punir os responsáveis pelo cometimento das irregularidades Administrativas ou até mesmo Penais. A  verdadeira sujeira que envolve a OAB  atualmente  tem vários nomes, são eles: Enriquecimento sem causa, tráfico de influência,corrupção passiva e ativa e outros ilícitos penais.