O verdadeiro sentido do exame de ordem – exame da OAB.

José de Freitas Guimarães

25.01.2011

 

Servidor Público. Bacharel em Direito formado em 1992 pelas FMU. Pós-graduado em Arbitragem pela FGV/EDESP. Aluno da Especialização em Gestão Pública da FGV/SP. Aluno da Docência da FGV/SP.

 

“O escritor curto em ideias e fatos será, naturalmente, um autor de ideias curtas, assim como de um sujeito de escasso miolo na cachola, de uma cabeça de coco velado, não se poderá esperar senão breves análises e chochas tolices.” (Rui Barbosa – A Imprensa e o Dever da Verdade, 9).

 

Muitos defensores do exame de ordem redigem suas defesas com emprego de expressões desnecessárias e rebuscadas, verdadeiro exercício de escrita eloqüente que, em verdade, tem o efeito prático de exaltar a “afinação da interioridade” e afastar o cerne da questão envolvendo o livre exercício profissional da Advocacia, tudo a pretender justificar a aplicação do também conhecido exame da OAB.

 

Afirmo, entretanto, que tais argumentos estão bem próximos do entendimento de Thomaz Hobbes[1], afinal, estes deturpam o “verdadeiro sentido das palavras”. Assim, contesto tais argumentos com valores constitucionais corretamente apreciados, sem paixão, emoção, ou casuísmo de interpretação.

 

De início, faço a seguinte indagação: a qualificação profissional para o exercício da advocacia compreende o exame de ordem, constante do inciso IV do art. 8º da Lei 8.906/94?

 

No tocante à qualificação profissional, aqueles que afirmam ser o exame de ordem qualificação profissional, em verdade, demonstram que ignoram totalmente o texto constitucional, que atribui exclusivamente à Educação, decorrente de processos pedagógicos realizados por Cursos de Graduação ou Instituições Superiores do Ensino, o “pleno desenvolvimento da pessoa, seu preparo para o exercício da cidadania e sua qualificação para o trabalho” (art. 205, CF/88).

 

Logo, a simples leitura do art. 205 da CF/88 basta para identificar que o exame de ordem não é qualificação profissional, e, por tal motivo, não é instituto válido para impedir o livre exercício da advocacia.

 

E o que é, afinal, o exame de ordem? Ou melhor, questiona-se, sem que sejam apresentadas posições apaixonadas, emotivas, ou com interpretações casuísticas: qual é a conceituação técnico-jurídica constitucional ou mesmo legal do exame de ordem, que permita identificar sua razão de ser como instituto restritor do livre exercício profissional da advocacia?

 

Para tal resposta, imperativo mencionar a alínea, o inciso ou o artigo onde essa conceituação esteja lançada.

 

Afirmo, todavia: aqui jaz o indigente exame de ordem/exame da OAB.

 

Não há um único magistrado, promotor público, advogado, delegado de polícia, especialista, mestre ou doutor em Direito que consiga responder essa indagação.

 

Mas, se o exame de ordem não possui conceituação técnico-jurídica e não é qualificação profissional, qual a razão de sua aplicação?

 

Ora, porque os dirigentes da OAB afirmam que ele é “necessário” frente à baixa qualidade dos cursos jurídicos, além do fato de o Ministério da Educação não fazer corretamente as avaliações destes.

 

Também asseveram que o exame de ordem é “necessário” porque muitos Bacharéis em Direito não sabem conjugar verbos ou utilizar corretamente o plural?

 

Fica evidente, portanto, que a razão de ser do exame de ordem é desconexa do ordenamento jurídico, constitucional e mesmo legal.

 

Quanto à avaliação de qualidade dos cursos de graduação jurídica, a OAB quer fazer o Brasil acreditar que o Ministério da Educação não cumpre adequadamente a competência constante do inciso II do art. 209 da CF/88.

 

O pior é que a OAB consegue quem lhe dê ouvidos.

 

Não procede, no entanto, a posição da entidade de classe. Desde 2004, o INEPE - INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA, vinculado ao Ministério da Educação, já emitiu diversos relatórios contendo avaliações sobre estes e muitos outros cursos, num total de 50 (cinquenta) profissões superiores.

 

Como consequência das avaliações realizadas, apenas dos cursos de graduação em Direito foram fechadas 23 mil vagas, isso até maio/2010,  acarretando o fechamento de 36 instituições de ensino jurídico.

 

Logo, a afirmação de que o Ministério da Educação não faz corretamente as avaliações dos cursos de graduação jurídica não procede, e a OAB sabe disso, mas discursa de forma diversa.

 

Com relação ao uso incorreto do vernáculo, essa característica não é exclusiva do Bacharel em Direito ou em qualquer outra área de atuação profissional, nem por conta desse motivo, os demais graduados em profissões universitárias estão impedidos de exercer suas atividades.

 

Ademais, recentemente um torneiro-mecânico, que muitos afirmavam ser analfabeto, rebateu esse tipo de impropério ao afirmar que era “quase analfabeto” e, mesmo assim, foi “o presidente que mais fez universidades”.

 

Não consta que ele teria sido impedido de cumprir seus mandatos por ser “quase analfabeto”, mas deveria ser questionado em relação a seus feitos, em especial quanto à razão de permitir que cidadãos que não sabem conjugar verbos, ou mesmo utilizar corretamente o plural, possam ter alcançado um curso de graduação, em Direito ou em qualquer área universitária.

 

Pois bem. Como se pode constatar, a alegada falta de (ou inadequada) avaliação de qualidade dos cursos jurídicos ou mesmo dos péssimos conhecimentos da língua portuguesa não justificam a pretensa “necessidade” do exame de ordem.

 

Ora, mas o inciso IV do art. 8º da Lei 8.906/94 afirma, textualmente, que para inscrição como advogado é “necessário”: “aprovação em exame de ordem”.

 

Sim. Sua necessidade está prevista. Também está grafado nessa lei que o exame de ordem é “exame da ordem”. Não por outra razão, muitos afirmam que esse exame é o “exame da OAB”.

 

Justifica-se a denominação. O exame, por não possuir conceituação técnico-jurídica constitucional ou legal, que permita identificar sua razão de ser como instituto restritor da garantia fundamental do cidadão ao livre exercício profissional da advocacia, é “DA ORDEMporque a Ordem dos Advogados do Brasil quer que seja o que ela bem entender, na medida em que cabe a seu Conselho Federal regulamentar, mediante provimento, o dispositivo de lei constante do § 1º do art. 8º do Estatuto da Advocacia.

 

Aqui, mais duas violações constitucionais. A primeira, frente à competência privativa e indelegável do Presidente da República para “expedir decretos e regulamentos para a fiel execução” de dispositivos de lei (inciso IV do art. 84, CF/88); a segunda, por permitir que um provimento – ou seja, um ato administrativo – tenha o condão de definir direitos e obrigações, a violar o princípio da reserva legal constante do inciso II do art. 5º, da CF/88.

 

Superado esse tópico, nada resta a identificar quanto ao que eventualmente seria o exame de ordem, ou melhor, o exame da OAB, grafado com letras minúsculas mesmo, eis que não possui conceituação..., o que nos leva adiante.

 

Certamente a busca de uma solução jurídica justa para que milhões (seriam três milhões) de Bacharéis em Direito possam ser inseridos no setor profissional da Advocacia, ao qual já são considerados aptos (inciso II, art. 43,  da Lei 9.394/96), não passa pelo “silogismo analítico” que pretendem os defensores do exame de ordem.

 

Isso ocorre porque nenhum conflito de normas é identificado, salvo pela “cláusula de barreira” que a OAB continua a insistir em manter, porque considera que existiria uma “condição” para o exercício da profissão, e que esta seria efetivamente a qualificação profissional prevista no art. 205 e no art. 5º, inciso XIII, ambos da CF/88.

 

A respeito da qualificação profissional, já mencionada acima, fica claro que essa afirmação em relação ao exame de ordem excede os limites da hermenêutica, a ampliar, casuisticamente, o conteúdo dos preceitos constitucionais para justificar sua razão de ser, ainda mais quando se pretende aplicar referido exame com a pretensa finalidade de avaliar a qualidade do ensino, para que profissionais sem o devido conhecimento jurídico, que não sabem conjugar verbos ou mesmo utilizar o plural, possam patrocinar interesses patrimoniais ou mesmo a liberdade de cidadãos.

 

E como o exame de ordem pode ser caracterizado como “condição” (circunstância da qual depende uma pessoa)?

 

Essa dependência ocorre exclusivamente por conta da ação da OAB, que por mais que indevidamente regulamente seu exame, já demonstrado como inconstitucional, não possui autorização legal para sujeitar cidadãos já qualificados a qualquer tipo de circunstância para se habilitar ao exercício da advocacia.

 

 

Ora, essa “condição” está a impedir o livre exercício profissional da advocacia. Por quê?

 

Para realizar aqui, sub-repticiamente no Brasil, o que nossos irmãos lusitanos escancaradamente confessam.

 

O então presidente da Ordem dos Advogados de Portugal, Bastonário Rogério Alves, ao participar de um Congresso Internacional de Direito, realizado pela UIBA – União Ibero-Americana de Colégios e Associações de Advogados, em Mar Del Plata, Argentina, de 6 e 9/04/2005, noticiou a intenção da entidade classista portuguesa de endurecer no exame final dos candidatos à obtenção do registro profissional de advogado:

 

"Existem atualmente 23 mil advogados, em relação a uma população de 10 milhões de habitantes. Na Áustria, por exemplo, são 9 milhões de habitantes para um total de apenas 4 mil advogados. De cada 100 candidatos a ingressar na profissão em Portugal, atualmente, cerca de 90 são aprovados, fato que tem inflacionado o mercado de trabalho e gerado mais advogados do que vagas de trabalho. Por isso, a entidade está desenvolvendo o projeto de "endurecer o exame para aferir com mais precisão a qualidade técnico-profissional dos candidatos advogados". (grifei e sublinhei)

Dentro desse quadro, a profissão dos advogados de Portugal já está praticamente vivendo uma situação caótica. Muitos advogados passam por grandes dificuldades financeiras, basicamente por falta de trabalho. Tal fato tem levado muitos advogados a procurar "bicos", ou seja, buscam um emprego paralelo à profissão, de forma a suprir necessidades básicas para não passar fome. A partir de janeiro, entrou em vigor o novo Estatuto da Ordem dos Advogados de Portugal. O estágio profissional obrigatório passou, com o novo estatuto, de 18 meses para no mínimo 24 meses. Hoje, 60% dos advogados inscritos na OAP têm menos de 40 anos de idade. Dentro de 10 anos, aproximadamente 60% da advocacia serão de mulheres. Há também na OAP 7 mil advogados que estão com suas inscrições suspensas".

Fonte: http://www.jusbrasil.com.br/noticias/1643557/portugal-resolve-que-vai-endurecer-no-seu-exame-de-ordem

 

Fica evidente e nítida, portanto, em Portugal e no Brasil, a razão de ser do exame de ordem: constituir um limite de acesso para o contingente de candidatos à profissão de advogado, ou seja, o exame de ordem se destina a constituir uma reserva de mercado, frente ao “excessivo” número de profissionais qualificados a atuar na advocacia.

 

A qualificação profissional, decorrente dos Cursos de Graduação ou das Instituições de Ensino Superior do Direito, proporcionaria uma efetiva e mesmo saudável concorrência profissional, situação essa que os dirigentes da OAB não aceitam e não aceitarão jamais, porque preferem reservar a advocacia para os seus atuais inscritos.

 

Com isso, quem perde é a sociedade, que fica à mercê de advogados que podem recusar patrocinar seus direitos.

 

No mesmo sentido do dirigente da Ordem dos Advogados de Portugal, o presidente da seccional paulista da OAB, Luiz Flávio Borges D’Urso, perante o jornal Folha de São Paulo – 23/06/2005, supostamente denunciava que:

 

"Hoje são 886 cursos de direito que proliferam em todos os rincões nacionais, muitos sem quaisquer condições de funcionamento. Barrar esse crescimento desprovido de qualidade tornou-se um dos pontos centrais da agenda política da OAB-SP, nesta administração e defende a necessidade do Exame". (grifei e sublinhei)

 

Aqui fica evidente que o exame da OAB não possui qualquer outra razão de ser que não o caráter econômico defendido por uma efetiva reserva de mercado.

 

A própria OAB, para demonstrar sua “preocupação” quanto à qualidade do ensino jurídico no Brasil, se vale do advogado catarinense Jefferson Kravchychyn, integrante de seu Conselho Federal, o mesmo órgão que regulamenta o “exame da OAB”, e que ocupa um assento no Conselho Nacional de Justiça, a emprestar o elemento fidúcia (que se verá adiante, descabido e mentiroso), ao afirmar, em sua página na Internet - http://www.oab.org.br/noticia.asp?id=20734

 

Brasília, 14/10/2010 - O Brasil tem mais faculdades de Direito do que todos os países no mundo, juntos. Existem 1.240 cursos para a formação de advogados em território nacional enquanto no resto do planeta a soma chega a 1.100 universidades. Os números foram informados pelo representante do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) no Conselho Nacional de Justiça (CNJ), o advogado catarinense Jefferson Kravchychyn. "TEMOS 1.240 FACULDADES DE DIREITO. NO RESTANTE DO MUNDO, INCLUINDO CHINA, ESTADOS UNIDOS, EUROPA E ÁFRICA, TEMOS 1.100 CURSOS, SEGUNDO OS ÚLTIMOS DADOS QUE TIVEMOS ACESSO", disse o conselheiro do CNJ. 

Segundo ele, sem o exame de ordem, prova obrigatória para o ingresso no mercado jurídico, o número de advogados no País - que está próximo dos 800 mil seria muito maior. "SE NÃO TIVÉSSEMOS O EXAME DA OAB TERÍAMOS UM NÚMERO MAIOR DE ADVOGADOS DO QUE TODO O MUNDO. TEMOS UM ESTOQUE DE MAIS DE 3 MILHÕES DE BACHARÉIS QUE NÃO ESTÃO INSCRITOS NA ORDEM", afirmou Kravchychyn. (IG) (grifei e sublinhei)

 

Afirmei e reitero: a OAB busca emprestar fidúcia em relação ao Conselho Nacional de Justiça para sua posição relativa ao exame de ordem, quando afirma ser exagerado o número de instituições de ensino que ministram curso de Direito no Brasil. Todavia, esse número atualmente é inferior ao de 2005, supostamente denunciado pelo presidente seccional paulista da entidade.

 

Basta que qualquer interessado acesse a página do Ministério da Educação na Internet para constatar que, até a presente data, o Brasil possui 824 (oitocentos e vinte e quatro) Cursos de Graduação ou Instituições Superiores do Ensino do Direito, autorizados, credenciados ou reconhecidos pelo Ministério da Educação. Nem um a mais, nem um a menos.

 

Ora, que sejam então apresentados pela OAB e por seu Conselheiro Federal Jefferson Kravchychyn, os 416 cursos de graduação e instituições de ensino superior do Direito que não constam da listagem abaixo.

 

A própria OAB, em nenhum momento, afirma que existem instituições não autorizadas, não credenciadas ou não reconhecidas pelo Ministério da educação para ministrar cursos jurídicos.

 

Logo, desmonta-se a matéria divulgada pela entidade de classe dos advogados, sob os auspícios de seu Conselheiro Federal Jefferson Kravchychyn, que se vale de seu assento no Conselho Nacional de Justiça para divulgar números mentirosos.

 

Não bastasse isso, muitos defensores do exame reiteradamente afirmam “que não se pode administrar a justiça, em seu conceito mais amplo, com meros portadores de diplomas”.

 

Essa afirmação é preconceituosa, já que ignora os preceitos constitucionais previstos nas garantias fundamentais do cidadão.

 

Pois bem. Sabemos que a Constituição Federal promulgada em 05/10/1988, eleva o advogado ao nível de essencialidade para Administração da Justiça. Dessa data até a edição da Lei 8.906/94, em 04/07/1994, 5 anos e nove meses se passaram.

 

É correto então afirmar-se, por conta dessa justificativa, que a partir de 05/10/1988 os advogados com “meros diplomas”, que não se submeteram ao exame da OAB, mas estão inscritos na entidade de classe mediante submissão a Estágio de Prática Forense (Lei 4.215/63), ministrado por instituições de ensino do Direito, não podem administrar a Justiça.

 

Assim, José Roberto Batochio, que foi presidente do Conselho Federal da OAB, inscrito em 08/03/1969 na Seccional Paulista da entidade de classe dos advogados, deve ser considerado um “mero portador de diploma”.

 

Também Luiz Flávio Borges D’Urso, atual presidente da OAB/SP, inscrito em 28/07/1983, deverá ser considerado um “mero portador de diploma”, já que não fez exame de ordem.

 

O mesmo se diga em relação a inúmeros advogados, tais como Márcio Thomaz Bastos, inscrito na Seccional Paulista da entidade de classe dos advogados em 11/10/1960, e Evandro Lins e Silva, graduado como Bacharel em Direito pela Faculdade de Direito do Rio de Janeiro, em 1932, que anteriormente a 27/04/1963 concluíram seus cursos de graduação, e automaticamente foram inscritos nos quadros da OAB.

 

Acaso os advogados mencionados, por terem sido titulados como Bacharéis em Direito e inscritos nos quadros da OAB sem submissão ao exame da OAB, são ou teriam sido “meros portadores de diploma”?

 

Outra menção dos defensores do exame de ordem é feita para afirmar que, com o advento do Estatuto da Advocacia, as faculdades formam Bacharéis, nunca Advogados, afinal, o exame de ordem só é obrigatório a partir de 04/07/1994.

 

Pois bem. Vamos para o silogismo analítico para examinar premissas anteriores.

 

Até quando Conselheiros e demais dirigentes da OAB, Bacharéis em Direito inscritos nos quadros da entidade de classe dos advogados, proprietários e professores de cursinhos, que se intitulam preparatórios, vão continuar a desrespeitar preceito do Código de Ética e Disciplina da própria entidade de classe, cuja fiel observância é exortada a todos os inscritos nos quadros da OAB que sejam brasileiros, pena de censura?

 

Certamente os operadores do Direito, citados no parágrafo anterior, devem ignorar que o Sr. José Roberto Batochio, que nunca foi submetido ao exame de ordem, em 13/02/1995, enquanto advogado essencial à administração da Justiça e no exercício do mandato de Presidente do Conselho Federal da OAB, inspirado em “princípios que formam a consciência profissional do advogado e representam imperativos de sua conduta”, no uso das atribuições que lhe foram conferidas pelos arts. 33 e 54, V, da Lei nº 8.906, de 04 de julho de 1994, aprovou e editou o Código de Ética e Disciplina da OAB.

 

Referido Codex, entre outros preceitos a serem fielmente observados pelos advogados brasileiros, dispõe no § 1º, do art. 29 que:

 

“TÍTULOS OU QUALIFICAÇÕES PROFISSIONAIS SÃO OS RELATIVOS À PROFISSÃO DE ADVOGADO, CONFERIDOS POR UNIVERSIDADES OU INSTITUIÇÕES DE ENSINO SUPERIOR, RECONHECIDAS.” (grifei e sublinhei).

 

Ora, por algum acaso a OAB foi autorizada, credenciada ou reconhecida pelo Ministério da Educação, à luz do inciso I do art. 209 da CF/88, como curso de graduação ou instituição de ensino superior, para ministrar cursos destinados a titularizar e qualificar profissionalmente cidadãos para o exercício da profissão de advogado?

 

Seria a OAB uma universidade, que goza de autonomia didático-científica, administrativa e de gestão financeira e patrimonial, para possuir competência constitucional destinada a titularizar e qualificar profissionalmente cidadãos para a profissão de advogado?

 

Daí indagar-se: no Brasil, existe algum curso de graduação ou instituição de ensino de Advocacia, para que possam ser conferidos títulos ou qualificações profissionais relativos à profissão de advogado?

 

Abaixo é apresentada a relação de todos os 824 (oitocentos e vinte e quatro) Cursos de Graduação e Instituições de Ensino do Direito no Brasil, públicos ou privados, autorizados, credenciados ou reconhecidos pelo Ministério da Educação, incluídos os mantidos por Universidades. A Ordem dos Advogados do Brasil não está relacionada, justamente por não ser um deles.

 

Mas ainda deve ser indagado: EXISTEM TÍTULOS OU AS QUALIFICAÇÕES PROFISSIONAIS RELATIVOS À PROFISSÃO DE ADVOGADO que são CONFERIDOS por cursos de graduação ou instituições de ensino da Advocacia DE FORMA DIVERSA DA QUE É PROMOVIDA AOS BACHARÉIS EM DIREITO?

 

Logo, erra quem afirma que a formação profissional com expedição de diploma não gera o direito subjetivo a ter acesso imediato ao exercício profissional da advocacia.

 

Por outro lado, a “HABILITAÇÃO” exigida para o exercício da Advocacia, que compreende exclusivamente o registro do cidadão qualificado profissionalmente como Bacharel em Direito perante o órgão de classe, será formalizada mediante atendimento a condições previamente estabelecidas mediante instrumento normativo infraconstitucional (art. 8º, incisos I a III e V a VII Lei 8.906/94).

 

O inciso IV do art. 8º da Lei 8.906/94 exclui-se das condições constitucionalmente válidas, justamente porque:

 

1)            sobrepõe-se a preceitos da Lei Maior, o que é inadmissível em um Estado Democrático de Direito;

 

2)           é inadmissível que QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL (que é o conjunto de competências e habilidades desenvolvidas na formação do aluno para direcioná-lo ao mercado de trabalho) seja confundida com CONDIÇÃO (circunstância da qual depende uma pessoa), e tampouco que se transmute em HABILITAÇÃO (que é requisito necessário para que se possa exercer a profissão, consubstanciado apenas no registro formal de inscrição perante a entidade de classe);

 

 

3)           não guarda o exame de ordem/exame da OAB qualquer conexão ou compatibilidade com processos pedagógicos educacionais destinados ao “pleno desenvolvimento da pessoa, seu preparo para o exercício da cidadania e sua qualificação para o trabalho”;

 

4)           não é o exame de ordem (ou a “cláusula de barreira”), uma habilitação a ser atendida para o livre exercício profissional.

 

Ao encerrar minhas palavras, afirmo: o que diferencia um Bacharel em Direito sem inscrição nos quadros da OAB de outro bacharel, inscrito na entidade de classe dos advogados, é apenas a habilitação (registro), necessária para que se possa exercer o direito de postular em Juízo.

 

Saliento, entretanto, que as diferenças terminam aí, na medida em que tanto um como o outro são titularizados e qualificados profissionalmente como Bacharéis em Direito.

 

Nunca é demais citar, novamente, os ensinamentos de Ruy Barbosa, Elogios e Orações, 161:

 

“Embora acabe eu, a minha fé não acabará; porque é a fé na verdade, que se libra acima dos interesses caducos, a fé invencível.”


 

Relação das Instituições de Ensino Superior do Direito, credenciadas pelo Ministério da Educação:

Cód. IES

IES - INSTITUIÇÃO DE ENSINO SUPERIOR

Natureza Jurídica

2565

UNIABEU-ABEU - CENTRO UNIVERSITÁRIO - UNIABEU

PRIVADA

1138

CESBLU-CENTRO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DE BLUMENAU - CESBLU

PRIVADA

3182

CESAMA-CENTRO DE ENSINO SUPERIOR ARCANJO MIKAEL DE ARAPIRACA - CESAMA

PRIVADA

631

CESF-CENTRO DE ENSINO SUPERIOR CENECISTA DE FARROUPILHA - CESF

PRIVADA

754

CESUC-CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DE CATALÃO - CESUC

PRIVADA

2771

CESUPI-CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DE ILHÉUS - CESUPI

PRIVADA

755

CESUT-CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DE JATAÍ - CESUT

PRIVADA

490

CESVA-CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DE VALENÇA - CESVA

PRIVADA

1159

CESV-CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DE VITÓRIA - CESV

PRIVADA

861

CEAP-CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DO AMAPÁ - CEAP

PRIVADA

749

CESVALE-CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DO VALE DO PARNAÍBA - CESVALE

PRIVADA

1683

FAP-CENTRO DE ENSINO SUPERIOR PIAUENSE LTDA - FAP

PRIVADA

1977

CESA-CENTRO DE ESTUDOS SUPERIORES APRENDIZ - CESA

PRIVADA

621

CESMAC-CENTRO DE ESTUDOS SUPERIORES DE MACEIÓ - CESMAC

PRIVADA

1230

UNIPINHAL-CENTRO REGIONAL UNIVERSITÁRIO DE ESPÍRITO SANTO DO PINHAL - UNIPINHAL

PRIVADA

1365

UNASP-CENTRO UNIVERSITÁRIO ADVENTISTA DE SÃO PAULO - UNASP

PRIVADA

926

-CENTRO UNIVERSITÁRIO ANHANGUERA DE CAMPO GRANDE

PRIVADA

376

-CENTRO UNIVERSITÁRIO ANHANGUERA DE SÃO PAULO

PRIVADA

242

UNIA-CENTRO UNIVERSITÁRIO ANHANGUERA - UNIA

PRIVADA

1045

UNIFIAN-CENTRO UNIVERSITÁRIO ANHANGÜERA - UNIFIAN

PRIVADA

161

UNIFAI-CENTRO UNIVERSITÁRIO ASSUNÇÃO - UNIFAI

PRIVADA

277

UNISUAM-CENTRO UNIVERSITÁRIO AUGUSTO MOTTA - UNISUAM

PRIVADA

138

CBM-CENTRO UNIVERSITÁRIO BARÃO DE MAUÁ - CBM

PRIVADA

4163

UNIBAVE-CENTRO UNIVERSITÁRIO BARRIGA VERDE - UNIBAVE

PRIVADA

1232

UNIANDRADE-CENTRO UNIVERSITÁRIO CAMPOS DE ANDRADE - UNIANDRADE

PRIVADA

1233

UNIRONDON-CENTRO UNIVERSITÁRIO CÂNDIDO RONDON - UNIRONDON

PRIVADA

254

UNICAPITAL-CENTRO UNIVERSITÁRIO CAPITAL - UNICAPITAL

PRIVADA

4522

UNISALESIANO-CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICO SALESIANO AUXILIUM - UNISALESIANO

PRIVADA

707

UNICEP-CENTRO UNIVERSITÁRIO CENTRAL PAULISTA - UNICEP

PRIVADA

1419

UNICURITIBA-CENTRO UNIVERSITÁRIO CURITIBA - UNICURITIBA

PRIVADA

1058

FIB-CENTRO UNIVERSITÁRIO DA BAHIA - FIB

PRIVADA

198

UNIVERCIDADE-CENTRO UNIVERSITÁRIO DA CIDADE - UNIVERCIDADE

PRIVADA

3641

UNIFEB-CENTRO UNIVERSITÁRIO DA FUNDAÇÃO EDUCACIONAL DE BARRETOS - UNIFEB

PRIVADA

3875

UNIFEG-CENTRO UNIVERSITÁRIO DA FUNDAÇÃO EDUCACIONAL GUAXUPÉ - UNIFEG

PRIVADA

673

UNIGRAN-CENTRO UNIVERSITÁRIO DA GRANDE DOURADOS - UNIGRAN

PRIVADA

374

FMU-CENTRO UNIVERSITÁRIO DAS FACULDADES METROPOLITANAS UNIDAS - FMU

PRIVADA

384

UNIEVANGÉLICA-CENTRO UNIVERSITÁRIO DE ANÁPOLIS - UNIEVANGÉLICA

PRIVADA

124

UNIARA-CENTRO UNIVERSITÁRIO DE ARARAQUARA - UNIARA

PRIVADA

125

UNAR-CENTRO UNIVERSITÁRIO DE ARARAS - - UNAR

PRIVADA

514

UBM-CENTRO UNIVERSITÁRIO DE BARRA MANSA - UBM

PRIVADA

349

UNI-BH-CENTRO UNIVERSITÁRIO DE BELO HORIZONTE - UNI-BH

PRIVADA

402

UNICEUB-CENTRO UNIVERSITÁRIO DE BRASÍLIA - UNICEUB

PRIVADA

87

UNIFEBE-CENTRO UNIVERSITÁRIO DE BRUSQUE - UNIFEBE

PÚBLICA

826

UNIDESC-CENTRO UNIVERSITÁRIO DE DESENVOLVIMENTO DO CENTRO-OESTE - UNIDESC

PRIVADA

668

CIESA-CENTRO UNIVERSITÁRIO DE ENSINO SUPERIOR DO AMAZONAS - CIESA

PRIVADA

3983

UNIFORMG-CENTRO UNIVERSITÁRIO DE FORMIGA - UNIFORMG

PRIVADA

386

UNI-ANHANGÜERA-CENTRO UNIVERSITÁRIO DE GOIÁS - UNI-ANHANGÜERA

PRIVADA

1869

UNIVERSITAS-CENTRO UNIVERSITÁRIO DE ITAJUBÁ - UNIVERSITAS

PRIVADA

645

UNERJ-CENTRO UNIVERSITÁRIO DE JARAGUÁ DO SUL - UNERJ

PRIVADA

352

UNIPÊ-CENTRO UNIVERSITÁRIO DE JOÃO PESSOA - UNIPÊ

PRIVADA

3372

UNILAVRAS-CENTRO UNIVERSITÁRIO DE LAVRAS - UNILAVRAS

PRIVADA

1196

CESUMAR-CENTRO UNIVERSITÁRIO DE MARINGÁ - CEUMAR - CESUMAR

PRIVADA

3371

UNIPAM-CENTRO UNIVERSITÁRIO DE PATOS DE MINAS - UNIPAM

PRIVADA

146

UNIRP-CENTRO UNIVERSITÁRIO DE RIO PRETO - UNIRP

PRIVADA

4962

UNIFEMM-CENTRO UNIVERSITÁRIO DE SETE LAGOAS - UNIFEMM

PRIVADA

794

UNIVAG-CENTRO UNIVERSITÁRIO DE VÁRZEA GRANDE - UNIVAG

PRIVADA

489

UNIFOA-CENTRO UNIVERSITÁRIO DE VOLTA REDONDA - UNIFOA

PRIVADA

222

UNIFEV-CENTRO UNIVERSITÁRIO DE VOTUPORANGA - UNIFEV

PRIVADA

1450

UNICERP-CENTRO UNIVERSITÁRIO DO CERRADO-PATROCÍNIO - UNICERP

PRIVADA

518

UDF-CENTRO UNIVERSITÁRIO DO DISTRITO FEDERAL - UDF

PRIVADA

1559

UNESC-CENTRO UNIVERSITÁRIO DO ESPÍRITO SANTO - UNESC

PRIVADA

792

CESUPA-CENTRO UNIVERSITÁRIO DO ESTADO DO PARÁ - CESUPA

PRIVADA

878

UNILESTEMG-CENTRO UNIVERSITÁRIO DO LESTE DE MINAS GERAIS - UNILESTEMG

PRIVADA

823

UNICEUMA-CENTRO UNIVERSITÁRIO DO MARANHÃO - UNICEUMA

PRIVADA

1129

UNORP-CENTRO UNIVERSITÁRIO DO NORTE PAULISTA - UNORP

PRIVADA

1422

UNINORTE-CENTRO UNIVERSITÁRIO DO NORTE - UNINORTE

PRIVADA

1575

UNIARAXÁ-CENTRO UNIVERSITÁRIO DO PLANALTO DE ARAXÁ - UNIARAXÁ

PRIVADA

142

UNITRI-CENTRO UNIVERSITÁRIO DO TRIÂNGULO - UNITRI

PRIVADA

3529

UNIVEM-CENTRO UNIVERSITÁRIO EURÍPEDES DE MARÍLIA - UNIVEM

PRIVADA

1113

UNIEURO-CENTRO UNIVERSITÁRIO EURO-AMERICANO - UNIEURO

PRIVADA

244

UNIFIEO-CENTRO UNIVERSITÁRIO FIEO - UNIFIEO

PRIVADA

430

UNIFIL-CENTRO UNIVERSITÁRIO FILADÉLFIA - UNIFIL

PRIVADA

4030

UNIFLU-CENTRO UNIVERSITÁRIO FLUMINENSE - UNIFLU

PRIVADA

715

FAE-CENTRO UNIVERSITÁRIO FRANCISCANO DO PARANÁ - FAE

PRIVADA

426

UNIFRA-CENTRO UNIVERSITÁRIO FRANCISCANO - UNIFRA

PRIVADA

1836

UNIFEOB-CENTRO UNIVERSITÁRIO FUNDAÇÃO DE ENSINO OCTÁVIO BASTOS - FEOB - UNIFEOB

PRIVADA

1542

UGB-CENTRO UNIVERSITÁRIO GERALDO DI BIASE - UGB

PRIVADA

1185

UNIJORGE-CENTRO UNIVERSITÁRIO JORGE AMADO - UNIJORGE

PRIVADA

641

UNILASALLE-CENTRO UNIVERSITÁRIO LA SALLE - UNILASALLE

PRIVADA

1472

UNIASSELVI-CENTRO UNIVERSITÁRIO LEONARDO DA VINCI - UNIASSELVI

PRIVADA

450

CEULJI/ULBRA-CENTRO UNIVERSITÁRIO LUTERANO DE JI-PARANÁ - CEULJI/ULBRA

PRIVADA

452

CEULM/ULBRA-CENTRO UNIVERSITÁRIO LUTERANO DE MANAUS - CEULM/ULBRA

PRIVADA

453

CEULP-CENTRO UNIVERSITÁRIO LUTERANO DE PALMAS - CEULP

PRIVADA

451

CEULS-CENTRO UNIVERSITÁRIO LUTERANO DE SANTARÉM - CEULS

PRIVADA

610

BENNETT-CENTRO UNIVERSITÁRIO METODISTA BENNETT - BENNETT

PRIVADA

4010

IPA-CENTRO UNIVERSITÁRIO METODISTA - IPA

PRIVADA

216

IMIH-CENTRO UNIVERSITÁRIO METODISTA IZABELA HENDRIX - IMIH

PRIVADA

483

UNIMESP-CENTRO UNIVERSITÁRIO METROPOLITANO DE SÃO PAULO - UNIMESP

PRIVADA

516

UNIMSB-CENTRO UNIVERSITÁRIO MOACYR SREDER BASTOS - UNIMSB

PRIVADA

1187

MÓDULO-CENTRO UNIVERSITÁRIO MÓDULO - MÓDULO

PRIVADA

502

UNIMONTE-CENTRO UNIVERSITÁRIO MONTE SERRAT - UNIMONTE

PRIVADA

207

CUML-CENTRO UNIVERSITÁRIO MOURA LACERDA - CUML

PRIVADA

343

NEWTON PAIVA-CENTRO UNIVERSITÁRIO NEWTON PAIVA - NEWTON PAIVA

PRIVADA

669

UNINILTONLINS-CENTRO UNIVERSITÁRIO NILTON LINS - UNINILTONLINS

PRIVADA

1149

CEUNSP-CENTRO UNIVERSITÁRIO NOSSA SENHORA DO PATROCÍNIO - CEUNSP

PRIVADA

4017

UNIANCHIETA-CENTRO UNIVERSITÁRIO PADRE ANCHIETA - UNIANCHIETA

PRIVADA

80

UNIDAVI-CENTRO UNIVERSITÁRIO PARA O DESENVOLVIMENTO DO ALTO VALE DO ITAJAÍ - UNIDAVI

PRIVADA

1446

UNIPLAN-CENTRO UNIVERSITÁRIO PLANALTO DO DISTRITO FEDERAL - UNIPLAN - UNIPLAN

PRIVADA

515

UNIPLI-CENTRO UNIVERSITÁRIO PLÍNIO LEITE - UNIPLI

PRIVADA

15449

UNIPAC-CENTRO UNIVERSITÁRIO PRESIDENTE ANTÔNIO CARLOS DE ARAGUARI - UNIPAC

PRIVADA

15447

UNIPAC-CENTRO UNIVERSITÁRIO PRESIDENTE ANTÔNIO CARLOS DE BARBACENA - UNIPAC

PRIVADA

15448

UNIPAC-CENTRO UNIVERSITÁRIO PRESIDENTE ANTÔNIO CARLOS JUIZ DE FORA - UNIPAC

PRIVADA

793

RADIAL-CENTRO UNIVERSITÁRIO RADIAL - RADIAL

PRIVADA

448

UNIRITTER-CENTRO UNIVERSITÁRIO RITTER DOS REIS - UNIRITTER

PRIVADA

1032

UNISAL-CENTRO UNIVERSITÁRIO SALESIANO DE SÃO PAULO - UNISAL

PRIVADA

739

SÃO CAMILO-ES-CENTRO UNIVERSITÁRIO SÃO CAMILO - ESPÍRITO SANTO - SÃO CAMILO-ES

PRIVADA

480

UNIFESO-CENTRO UNIVERSITÁRIO SERRA DOS ÓRGÃOS - UNIFESO

PRIVADA

1418

UNITOLEDO-CENTRO UNIVERSITÁRIO TOLEDO - UNITOLEDO

PRIVADA

344

UNA-CENTRO UNIVERSITÁRIO UNA - UNA

PRIVADA

750

UNIRG-CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIRG - UNIRG

PÚBLICA

1041

UNIVATES-CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES - UNIVATES

PRIVADA

664

UVV-CENTRO UNIVERSITÁRIO VILA VELHA - UVV

PRIVADA

3042

CHRISFAPI-CHRISTUS FACULDADE DO PIAUÍ - CHRISFAPI

PRIVADA

12247

EDB-ESCOLA DE DIREITO DE BRASÍLIA - EDB

PRIVADA

2128

DIREITO GV-ESCOLA DE DIREITO DE SÃO PAULO - DIREITO GV

PRIVADA

2126

DIREITO RIO-ESCOLA DE DIREITO DO RIO DE JANEIRO - DIREITO RIO

PRIVADA

1837

ESUV-ESCOLA DE ESTUDOS SUPERIORES DE VIÇOSA - ESUV

PRIVADA

3607

ESUP-ESCOLA SUPERIOR ASSOCIADA DE GOIÂNIA - ESUP

PRIVADA

1436

ESBAM-ESCOLA SUPERIOR BATISTA DO AMAZONAS - ESBAM

PRIVADA

2950

ESADE-ESCOLA SUPERIOR DE ADMINISTRAÇÃO, DIREITO E ECONOMIA - ESADE

PRIVADA

1386

ESAMC DE CAMPINAS-ESCOLA SUPERIOR DE ADMINISTRAÇÃO, MARKETING E COMUNICAÇÃO DE CAMPINAS - ESAMC DE CAMPINAS

PRIVADA

2408

ESAMC SANTOS-ESCOLA SUPERIOR DE ADMINISTRAÇÃO, MARKETING E COMUNICAÇÃO DE SANTOS - ESAMC SANTOS

PRIVADA

1561

ESAMC SOROCABA-ESCOLA SUPERIOR DE ADMINISTRAÇÃO, MARKETING E COMUNICAÇÃO DE SOROCABA - ESAMC SOROCABA

PRIVADA

1468

ESAMC DE UBERLÂNDIA-ESCOLA SUPERIOR DE ADMINISTRAÇÃO, MARKETING E COMUNICAÇÃO DE UBERLÂNDIA - ESAMC DE UBERLÂNDIA

PRIVADA

2849

ESDHC-ESCOLA SUPERIOR DOM HELDER CÂMARA - ESDHC

PRIVADA

2350

ESMAC-ESCOLA SUPERIOR MADRE CELESTE - ESMAC

PRIVADA

1072

FAFI-FACULDADE AFIRMATIVO - FAFI

PRIVADA

1068

FAMA-FACULDADE ALDETE MARIA ALVES - FAMA

PRIVADA

1573

FAN-FACULDADE ALFREDO NASSER - FAN

PRIVADA

2288

FAR-FACULDADE ALMEIDA RODRIGUES - FAR

PRIVADA

1493

ALFA-FACULDADE ALVES FARIA - ALFA

PRIVADA

775

FAEFD-FACULDADE ALVORADA DE EDUCAÇÃO FÍSICA E DESPORTO - FAEFD

PRIVADA

1850

FACULDADE ALVORADA-FACULDADE ALVORADA DE TECNOLOGIA E EDUCAÇÃO DE MARINGÁ - FACULDADE ALVORADA

PRIVADA

1478

IGABC-FACULDADE ANCHIETA - IGABC

PRIVADA

1215

FAL-FACULDADE ANGLO LATINO - FAL

PRIVADA

1412

-FACULDADE ANHAGUERA DE JUNDIAÍ

PRIVADA

5550

-FACULDADE ANHANGUERA DE ANÁPOLIS

PRIVADA

5451

-FACULDADE ANHANGÜERA DE BAURU

PRIVADA

1173

FAB-FACULDADE ANHANGUERA DE BRASÍLIA - FAB

PRIVADA

4826

-FACULDADE ANHANGÜERA DE CAMPINAS

PRIVADA

5555

-FACULDADE ANHANGUERA DE JACAREÍ

PRIVADA

1345

FIZO-FACULDADE ANHANGUERA DE OSASCO - FIZO

PRIVADA

1830

-FACULDADE ANHANGUERA DE PASSO FUNDO

PRIVADA

2191

-FACULDADE ANHANGUERA DE PELOTAS

PRIVADA

976

FIP-FACULDADE ANHANGUERA DE PONTA PORÃ - FIP

PRIVADA

781

FAR-FACULDADE ANHANGUERA DE RONDONÓPOLIS - FAR

PRIVADA

1784

Fasc-FACULDADE ANHANGUERA DE SÃO CAETANO - Fasc

PRIVADA

1499

FATS-FACULDADE ANHANGUERA DE TABOÃO DA SERRA - FATS

PRIVADA

3612

-FACULDADE ANHANGUERA DE VALINHOS

PRIVADA

2194

-FACULDADE ANHANGUERA DO RIO GRANDE

PRIVADA

1643

FAT-FACULDADE ANÍSIO TEIXEIRA DE FEIRA DE SANTANA - FAT

PRIVADA

2499

FA-FACULDADE APOIO - FA

PRIVADA

3921

FAAHF-FACULDADE ARNALDO HORÁCIO FERREIRA - FAAHF

PRIVADA

2513

CESA-FACULDADE ARTHUR THOMAS - CESA

PRIVADA

1670

IECEMB - FAB-FACULDADE ASA DE BRUMADINHO - IECEMB - FAB

PRIVADA

2409

ASCES-FACULDADE ASCES - ASCES

PRIVADA

1336

FAG-FACULDADE ASSIS GURGACZ - FAG

PRIVADA

2579

-FACULDADE ATENAS

PRIVADA

1702

FAA-FACULDADE ATUAL DA AMAZÔNIA - FAA

PRIVADA

1752

FADISP-FACULDADE AUTÔNOMA DE DIREITO - FADISP

PRIVADA

1910

FABAC-FACULDADE BAIANA DE CIÊNCIAS - FABAC

PRIVADA

3847

-FACULDADE BAIANA DE DIREITO E GESTÃO

PRIVADA

2132

FAB-FACULDADE BARÃO DO RIO BRANCO - FAB

PRIVADA

2971

FB-FACULDADE BARRETOS - FB

PRIVADA

1302

FBB-FACULDADE BATISTA BRASILEIRA - FBB

PRIVADA

1346

FBMG-FACULDADE BATISTA DE MINAS GERAIS - FBMG

PRIVADA

1064

FABAVI-FACULDADE BATISTA DE VITÓRIA - FABAVI

PRIVADA

1432

FABE-FACULDADE BERTIOGA - FABE

PRIVADA

1933

FABI-FACULDADE BIRIGUI - FABI

PRIVADA

1255

FBV-FACULDADE BOA VIAGEM - FBV

PRIVADA

1244

-FACULDADE BRASILEIRA

PRIVADA

201

FBCJ-FACULDADE BRASILEIRA DE CIÊNCIAS JURÍDICAS - FBCJ

PRIVADA

2917

FABRAN-FACULDADE BRASIL NORTE - FABRAN

PRIVADA

2460

FCC-FACULDADE CÂMARA CASCUDO - FCC

PRIVADA

1160

CAMBURY-FACULDADE CAMBURY - CAMBURY

PRIVADA

2168

FCG-FACULDADE CAMPO GRANDE - FCG

PRIVADA

1273

FACCAMP-FACULDADE CAMPO LIMPO PAULISTA - FACCAMP

PRIVADA

5511

CAMPO REAL-FACULDADE CAMPO REAL - CAMPO REAL

PRIVADA

1359

-FACULDADE CAPIXABA DE NOVA VENÉCIA

PRIVADA

1100

FCDA-FACULDADE CARLOS DRUMMOND DE ANDRADE - FCDA

PRIVADA

1373

FACAB-FACULDADE CASA BRANCA - FACAB

PRIVADA

1880

FACE-FACULDADE CASA DO ESTUDANTE - FACE

PRIVADA

1840

FCB-FACULDADE CASTELO BRANCO - FCB

PRIVADA

5520

FACES-FACULDADE CATHEDRAL - FACES

PRIVADA

1901

CATÓLICA-FACULDADE CATÓLICA DE UBERLÂNDIA - CATÓLICA

PRIVADA

2741

FACDO-FACULDADE CATÓLICA DOM ORIONE - FACDO

PRIVADA

2365

FACTO-FACULDADE CATÓLICA DO TOCANTINS - FACTO

PRIVADA

1375

FCARP-FACULDADE CATÓLICA RAINHA DA PAZ DE ARAPUTANGA - FCARP

PRIVADA

2135

FCRS-FACULDADE CATÓLICA RAINHA DO SERTÃO - FCRS

PRIVADA

2410

FAC-FACULDADE CEARENSE - FAC

PRIVADA

1417

FACECLA-FACULDADE CENECISTA DE CAMPO LARGO - FACECLA

PRIVADA

1530

FCJ-FACULDADE CENECISTA DE JOINVILLE - FACE - FCJ

PRIVADA

626

FACOS-FACULDADE CENECISTA DE OSÓRIO - FACOS

PRIVADA

627

FACECA-FACULDADE CENECISTA DE VARGINHA - FACECA

PRIVADA

2184

FACENSA-FACULDADE CENECISTA NOSSA SENHORA DOS ANJOS - FACENSA

PRIVADA

1895

CHRISTUS-FACULDADE CHRISTUS - CHRISTUS

PRIVADA

2402

FCS-FACULDADE CIDADE DO SALVADOR - FCS

PRIVADA

2039

FACILUZ-FACULDADE CIDADE LUZ - FACILUZ

PRIVADA

1903

FACCREI-FACULDADE CRISTO REI - FACCREI

PRIVADA

2341

FALC-FACULDADE DA ALDEIA DE CARAPICUÍBA - FALC

PRIVADA

2343

FAAO-FACULDADE DA AMAZÔNIA OCIDENTAL - FAAO

PRIVADA

2244

FACIMA-FACULDADE DA CIDADE DE MACEIÓ - FACIMA

PRIVADA

1581

FACSAL-FACULDADE DA CIDADE DE SANTA LUZIA - FACSAL

PRIVADA

3631

FADIC-FACULDADE DAMAS DA INSTRUÇÃO CRISTÃ - FADIC

PRIVADA

1294

FAM-FACULDADE DAS AMÉRICAS - FAM

PRIVADA

1610

FAETE-FACULDADE DAS ATIVIDADES EMPRESARIAIS DE TERESINA - FAETE

PRIVADA

1427

FSG-FACULDADE DA SERRA GAÚCHA - FSG

PRIVADA

1497

FASC-FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO DE SANTA CRUZ DO RIO PARDO - FASC

PRIVADA

923

FACCSR-FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO E CIÊNCIAS CONTÁBEIS DE SÃO ROQUE - FACCSR

PRIVADA

1151

FANESE-FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO E NEGÓCIOS DE SERGIPE - FANESE

PRIVADA

1661

ESPAM-FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO ESCOLA SUPERIOR PROFESSOR PAULO MARTINS - ESPAM

PRIVADA

1298

FAL-FACULDADE DE ALAGOAS - FAL

PRIVADA

1310

FAM-FACULDADE DE AMERICANA - FAM

PRIVADA

1325

FAP-FACULDADE DE APUCARANA - FAP

PRIVADA

3778

FACAR-FACULDADE DE ARACAJU - FACAR

PRIVADA

798

FAACZ-FACULDADE DE ARACRUZ - FAACZ

PRIVADA

3436

FS-FACULDADE DE ARARAQUARA - FS

PRIVADA

1782

FACET-FACULDADE DE ARTES, CIÊNCIAS E TECNOLOGIAS - FACET

PRIVADA

4399

UNIBALSAS-FACULDADE DE BALSAS - UNIBALSAS

PRIVADA

2859

FABEL-FACULDADE DE BELÉM - FABEL

PRIVADA

1395

UNICALDAS-FACULDADE DE CALDAS NOVAS - UNICALDAS

PRIVADA

2027

FAC-CG-FACULDADE DE CAMPINA GRANDE - FAC-CG

PRIVADA

4915

FCAT-FACULDADE DE CASTANHAL - FCAT

PRIVADA

1245

FACASTELO-FACULDADE DE CASTELO - FACASTELO

PRIVADA

692

FACAPE-FACULDADE DE CIÊNCIAS APLICADAS E SOCIAIS DE PETROLINA - FACAPE

PÚBLICA

736

-FACULDADE DE CIÊNCIAS APLICADAS SAGRADO CORAÇÃO

PRIVADA

1247

FACINAN-FACULDADE DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS DE NOVA ANDRADINA - FACINAN - FACINAN

PRIVADA

2629

AJES-FACULDADE DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS E DE ADMINISTRAÇÃO DO VALE DO JURUENA - AJES

PRIVADA

1051

SEUNE-FACULDADE DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS - MACEIÓ - SEUNE

PRIVADA

724

FACEX-FACULDADE DE CIÊNCIAS, CULTURA E EXTENSÃO DO RIO GRANDE DO NORTE - FACEX

PRIVADA

1021

FACET-FACULDADE DE CIÊNCIAS DE TIMBAÚBA - FACET

PRIVADA

898

FACEAS-FACULDADE DE CIÊNCIAS ECONÔMICAS E ADMINISTRATIVAS SANTA RITA DE CÁSSIA - FACEAS

PRIVADA

1439

FACAMP-FACULDADE DE CIÊNCIAS ECONÔMICAS - FACAMP

PRIVADA

985

FACER-FACULDADE DE CIÊNCIAS E EDUCAÇÃO DE RUBIATABA - FACER

PRIVADA

1019

FACTU-FACULDADE DE CIÊNCIAS E TECNOLOGIA DE UNAÍ - FACTU - FACTU

PRIVADA

1680

MATER CHRISTI-FACULDADE DE CIÊNCIAS E TECNOLOGIA MATER CHRISTI - MATER CHRISTI

PRIVADA

3514

FACE - ALFOR-FACULDADE DE CIÊNCIAS GERENCIAIS ALVES FORTES - FACE - ALFOR

PÚBLICA

922

FCGD-FACULDADE DE CIÊNCIAS GERENCIAIS DE DRACENA - FCGD

PRIVADA

4724

FACIC-FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS DE CRUZEIRO - FACIC

PRIVADA

544

FACHI-FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS DE ITABIRA - FACHI

PRIVADA

760

FCHPE-FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS DE PERNAMBUCO - FCHPE

PRIVADA

3617

FACESF-FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS E EXATAS DO SERTÃO DO SÃO FRANCISCO - FACESF

PRIVADA

916

FACULDADE CEUT-FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS E JURÍDICAS DE TERESINA - FACULDADE CEUT

PRIVADA

1590

FACSÃOLUÍS-FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS APLICADAS - FACSÃOLUÍS

PRIVADA

5664

FACISA-FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS DE ARARIPINA - FACISA - FACISA

PÚBLICA

1136

FACIG-FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS DE IGARASSU - FACIG

PRIVADA

1640

FACULDADE AGES-FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS - FACULDADE AGES

PRIVADA

1459

FUCAMP-FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS - FUCAMP

PRIVADA

4146

FCJAL-FACULDADE DE CIÊNCIAS JURÍDICAS DE ALAGOAS - FCJAL

PRIVADA

3480

FCJ-FACULDADE DE CIÊNCIAS JURÍDICAS DE DIAMANTINA - FCJ

PRIVADA

2220

FACULDADES DOCTUM-FACULDADE DE CIÊNCIAS JURÍDICAS DE JUIZ DE FORA - FACULDADES DOCTUM

PRIVADA

2702

FCJP-FACULDADE DE CIÊNCIAS JURÍDICAS DE PARAÍSO DO TOCANTINS - FCJP

PRIVADA

5243

FCJSD-FACULDADE DE CIÊNCIAS JURÍDICAS DE SANTOS DUMONT - FCJSD

PRIVADA

1093

FAEG-FACULDADE DE CIÊNCIAS JURÍDICAS E GERENCIAIS DE GARÇA - FAEG

PRIVADA

2096

FACULDADES DOCTUM-FACULDADE DE CIÊNCIAS JURÍDICAS E GERENCIAIS DE MANHUAÇU - FACULDADES DOCTUM

PRIVADA

3954

FACIJUGO-FACULDADE DE CIÊNCIAS JURÍDICAS E GERENCIAIS DE OLIVEIRA - FACIJUGO

PRIVADA

2974

FCJSA-FACULDADE DE CIÊNCIAS JURÍDICAS E SOCIAIS APLICADAS DE PRIMAVERA DO LESTE - FCJSA

PRIVADA

1952

FACULDADES CATHEDRAL-FACULDADE DE CIÊNCIAS JURÍDICAS E SOCIAIS APLICADAS DO ARAGUAIA - FACULDADES CATHEDRAL

PRIVADA

1637

FAMA-FACULDADE DE CIÊNCIAS JURÍDICAS E SOCIAIS DE MACEIÓ - FAMA

PRIVADA

1305

FIS-FACULDADE DE CIÊNCIAS JURÍDICAS, GERENCIAIS E EDUCAÇÃO DE SINOP - FIS

PRIVADA

2311

FCJPAD-FACULDADE DE CIÊNCIAS JURÍDICAS PROFESSOR ALBERTO DEODATO - FCJPAD

PRIVADA

918

FCSAC-FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS DE CASCAVEL - FCSAC

PRIVADA

2270

FAEX-FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS DE EXTREMA - FAEX

PRIVADA

2005

FACISAS-FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS DE SINOP - FACISAS

PRIVADA

1572

FACISA-FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS - FACISA

PRIVADA

1783

FACISA - CELER-FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS - FACISA - CELER

PRIVADA

1334

FACISA-FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS - FACISA - FACISA

PRIVADA

1681

FACULDADES IBMEC-FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS IBMEC - FACULDADES IBMEC

PRIVADA

1469

FCSF-FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS DE FLORIANÓPOLIS - FCSF

PRIVADA

1281

FAIT-FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS E AGRÁRIAS DE ITAPEVA - FAIT

PRIVADA

1814

UNED-FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS E APLICADAS DE DIAMANTINO - UNED

PRIVADA

2794

FAIESP-FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS E HUMANAS SOBRAL PINTO - FAIESP

PRIVADA

1660

FACITEC-FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS E TECNOLÓGICAS FACITEC - FACITEC

PRIVADA

1785

FACIDER-FACULDADE DE COLIDER - FACIDER

PRIVADA

268

FADAP-FACULDADE DE DIREITO DA ALTA PAULISTA - FADAP

PRIVADA

1289

FAD-FAAP-FACULDADE DE DIREITO DA FUNDAÇÃO ARMANDO ALVARES PENTEADO - FAD-FAAP

PRIVADA

3523

-FACULDADE DE DIREITO DA FUNDAÇÃO ESCOLA SUPERIOR DO MINISTÉRIO PÚBLICO

PRIVADA

1887

FABAVI-FACULDADE DE DIREITO DA SERRA - FABAVI

PRIVADA

3815

-FACULDADE DE DIREITO DE ALTA FLORESTA

PRIVADA

4395

ITPAC-FACULDADE DE DIREITO DE ARAGUAÍNA - ITPAC

PRIVADA

999

FDB-FACULDADE DE DIREITO DE BAURU - FDB

PRIVADA

606

FDCI-FACULDADE DE DIREITO DE CACHOEIRO DO ITAPEMIRIM - FDCI

PRIVADA

5276

FDC-FACULDADE DE DIREITO DE CARANGOLA - FDC

PRIVADA

99

FDCL-FACULDADE DE DIREITO DE CONSELHEIRO LAFAIETE - FDCL

PRIVADA

59

FDF-FACULDADE DE DIREITO DE FRANCA - FDF

PÚBLICA

5044

FDG-FACULDADE DE DIREITO DE GARANHUNS - FDG

PÚBLICA

15451

FADIPA-FACULDADE DE DIREITO DE IPATINGA - FADIPA

PRIVADA

2619

FDI-FACULDADE DE DIREITO DE ITABIRA - FDI

PRIVADA

440

FADITU-FACULDADE DE DIREITO DE ITÚ - FADITU

PRIVADA

3463

FADIPA-FACULDADE DE DIREITO DE PASSOS - FADIPA

PRIVADA

4218

FADIPEL-FACULDADE DE DIREITO DE PEDRO LEOPOLDO - FADIPEL

PRIVADA

2297

FADISMA-FACULDADE DE DIREITO DE SANTA MARIA - FADISMA

PRIVADA

58

FDSBC-FACULDADE DE DIREITO DE SÃO BERNARDO DO CAMPO - FDSBC

PÚBLICA

276

FADI-FACULDADE DE DIREITO DE SOROCABA - FADI

PRIVADA

1442

UNIC-FACULDADE DE DIREITO DE TANGARÁ DA SERRA - UNIC

PRIVADA

141

FADIVA-FACULDADE DE DIREITO DE VARGINHA - FADIVA - FADIVA

PRIVADA

2558

-FACULDADE DE DIREITO DE VILA VELHA

PRIVADA

171

FDSM-FACULDADE DE DIREITO DO SUL DE MINAS - FDSM

PRIVADA

288

FADIVALE-FACULDADE DE DIREITO DO VALE DO RIO DOCE - FADIVALE

PRIVADA

809

FADILESTE-FACULDADE DE DIREITO E CIÊNCIAS SOCIAIS DO LESTE DE MINAS - FADILESTE - FADILESTE

PRIVADA

1523

CESUL-FACULDADE DE DIREITO FRANCISCO BELTRÃO - CESUL

PRIVADA

638

FDMC-FACULDADE DE DIREITO MILTON CAMPOS - FDMC

PRIVADA

1923

FAJANSSEN-FACULDADE DE DIREITO PADRE ARNALDO JANSSEN - FAJANSSEN

PRIVADA

2465

FDDJ-FACULDADE DE DIREITO PROFESSOR DAMÁSIO DE JESUS - FDDJ

PRIVADA

2450

PROMOVE-FACULDADE DE DIREITO PROMOVE - PROMOVE

PRIVADA

2275

FADISA-FACULDADE DE DIREITO SANTO AGOSTINHO - FADISA

PRIVADA

2511

FADIG-FACULDADE DE DIREITO UNIDADE GUARAPARI - FADIG

PRIVADA

1449

FEATI-FACULDADE DE EDUCAÇÃO, ADMINISTRAÇÃO E TECNOLOGIA DE IBAITI - FEATI

PRIVADA

219

FAECA DOM BOSCO-FACULDADE DE EDUCAÇÃO CIÊNCIAS E ARTES DOM BOSCO DE MONTE APRAZÍVEL - FAECA DOM BOSCO

PRIVADA

797

FECAV-FACULDADE DE EDUCAÇÃO E CIÊNCIAS ADMINISTRATIVAS DE VILHENA - FECAV

PRIVADA

744

FECHA-FACULDADE DE EDUCAÇÃO E CIÊNCIAS HUMANAS DE ANICUNS - FECHA

PÚBLICA

2554

FEST-FACULDADE DE EDUCAÇÃO SANTA TEREZINHA - FEST

PRIVADA

517

FESL-FACULDADE DE EDUCAÇÃO SÃO LUÍS - FESL

PRIVADA

197

FESPRR-FACULDADE DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DO PARANÁ - FESPRR

PRIVADA

3786

FACEMG-FACULDADE DE ENSINO DE MINAS GERAIS - FACEMG

PRIVADA

1647

FAECE-FACULDADE DE ENSINO E CULTURA DO CEARÁ - FAECE

PRIVADA

2918

FESAR-FACULDADE DE ENSINO SUPERIOR DA AMAZÔNIA REUNIDA - FESAR

PRIVADA

1948

FESP-FACULDADE DE ENSINO SUPERIOR DA PARAÍBA - FESP

PRIVADA

2413

FAESF-FACULDADE DE ENSINO SUPERIOR DE FLORIANO - FAESF

PRIVADA

1733

ISEPE RONDON-FACULDADE DE ENSINO SUPERIOR DE MARECHAL CÂNDIDO RONDON - ISEPE RONDON

PRIVADA

2582

UCP-FACULDADE DE ENSINO SUPERIOR DO CENTRO DO PARANÁ - UCP

PRIVADA

3393

FACDOMBOSCO-FACULDADE DE ENSINO SUPERIOR DOM BOSCO - FACDOMBOSCO

PRIVADA

1139

FEAD - MG-FACULDADE DE ESTUDOS ADMINISTRATIVOS DE MINAS GERAIS - FEAD-MG - FEAD - MG

PRIVADA

1076

FAFIC-FACULDADE DE FILOSOFIA, CIÊNCIAS E LETRAS DE CAJAZEIRAS - FAFIC

PRIVADA

824

FAFICH-FACULDADE DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS HUMANAS DE GOIATUBA - FAFICH

PÚBLICA

2240

FAFOR-FACULDADE DE FORTALEZA - FAFOR

PRIVADA

2023

-FACULDADE DE GUANAMBI

PRIVADA

1717

FACIMP-FACULDADE DE IMPERATRIZ - FACIMP

PRIVADA

3881

FIS-FACULDADE DE INTEGRAÇÃO DO SERTÃO - FIS

PRIVADA

1773

SEI/FAI-FACULDADE DE ITAPIRANGA - SEI/FAI

PRIVADA

1490

FAJ-FACULDADE DE JAGUARIÚNA - FAJ

PRIVADA

1067

FAJ-FACULDADE DE JUSSARA - FAJ

PRIVADA

2773

FAMA-FACULDADE DE MACAPÁ - FAMA

PRIVADA

3194

FAMINAS-BH-FACULDADE DE MINAS BH - FAMINAS-BH

PRIVADA

1913

FAMINAS-FACULDADE DE MINAS - FAMINAS

PRIVADA

1208

FAL-FACULDADE DE NATAL - FAL

PRIVADA

1668

-FACULDADE DE NEGÓCIOS DE BELO HORIZONTE

PRIVADA

2148

FAPAL-FACULDADE DE PALMAS - FAPAL

PRIVADA

752

FAPAM-FACULDADE DE PARÁ DE MINAS - FAPAM

PRIVADA

1519

FADEP-FACULDADE DE PATO BRANCO - FADEP

PRIVADA

1949

FACP-FACULDADE DE PAULÍNIA - FACP

PRIVADA

1096

FAPE-FACULDADE DE PRESIDENTE EPITÁCIO - FAPE - FAPE

PRIVADA

1711

FAPEPE-FACULDADE DE PRESIDENTE PRUDENTE - FAPEPE

PRIVADA

2022

FAROL-FACULDADE DE ROLIM DE MOURA - FAROL

PRIVADA

788

FARO-FACULDADE DE RONDÔNIA - FARO

PRIVADA

1174

SOECS-FACULDADE DE SABARÁ - SOECS

PRIVADA

2174

FASC-FACULDADE DE SANTA CATARINA - FASC

PRIVADA

828

FASAMA-FACULDADE DE SÃO LOURENÇO - FASAMA

PRIVADA

416

FATEMA-FACULDADE DE SÃO PAULO - FATEMA

PRIVADA

3186

FAEV-FACULDADE DE SÃO ROQUE - FAEV

PRIVADA

1563

NOVAFAPI-FACULDADE DE SAÚDE, CIÊNCIAS HUMANAS E TECNOLÓGICAS DO PIAUÍ - NOVAFAPI

PRIVADA

2122

FASE-FACULDADE DE SERGIPE - FASE

PRIVADA

1945

FAIS-FACULDADE DE SORRISO - FAIS

PRIVADA

2935

FACTHUS-FACULDADE DE TALENTOS HUMANOS - FACTHUS

PRIVADA

1441

FATEPI-FACULDADE DE TECNOLOGIA DO PIAUÍ - FATEPI

PRIVADA

1642

FTC-FACULDADE DE TECNOLOGIA E CIÊNCIAS DE ITABUNA - FTC

PRIVADA

1364

FTC-FACULDADE DE TECNOLOGIA E CIÊNCIAS DE VITÓRIA DA CONQUISTA - FTC

PRIVADA

1461

FTC SALVADOR-FACULDADE DE TECNOLOGIA E CIÊNCIAS - FTC SALVADOR

PRIVADA

1536

FATEB-FACULDADE DE TELÊMACO BORBA - FATEB

PRIVADA

2548

FATEFIG-FACULDADE DE TEOLOGIA, FILOSOFIA E CIÊNCIAS HUMANAS GAMALIEL - FATEFIG

PRIVADA

2257

FAD-FACULDADE DIADEMA - FAD

PRIVADA

1396

UDC-FACULDADE DINÂMICA DAS CATARATAS - UDC

PRIVADA

2636

FADIP-FACULDADE DINÂMICA DO VALE DO PIRANGA - FADIP

PRIVADA

2504

FACED-FACULDADE DIVINÓPOLIS - FACED

PRIVADA

2380

FAMAP-FACULDADE DO AMAPÁ - FAMAP

PRIVADA

2245

FACES-FACULDADE DO ESPÍRITO SANTO - FACES

PRIVADA

1970

UNES-FACULDADE DO ESPÍRITO SANTO - UNES

PRIVADA

2909

FACEM-FACULDADE DO ESTADO DO MARANHÃO - FACEM

PRIVADA

1275

FAGU-FACULDADE DO GUARUJÁ - FAGU

PRIVADA

1815

FIBRA-FACULDADE DO INSTITUTO BRASIL - FIBRA

PRIVADA

1411

F2J-FACULDADE DOIS DE JULHO - F2J

PRIVADA

2624

FLP-FACULDADE DO LITORAL PARANAENSE - FLP

PRIVADA

2687

FDA-FACULDADE DOM ALBERTO - FDA

PRIVADA

2189

FACAM-MA-FACULDADE DO MARANHÃO - FACAM-MA

PRIVADA

2113

FDB-FACULDADE DOM BOSCO DE PORTO ALEGRE - FDB

PRIVADA

1487

FDB-FACULDADE DOM BOSCO - FDB

PRIVADA

3588

FDPII-FACULDADE DOM PEDRO II - FDPII

PRIVADA

682

FINOM-FACULDADE DO NOROESTE DE MINAS - FINOM

PRIVADA

1856

FACNOPAR-FACULDADE DO NORTE NOVO DE APUCARANA - FACNOPAR

PRIVADA

1291

FANORPI-FACULDADE DO NORTE PIONEIRO - FANORPI

PRIVADA

2036

FAP-FACULDADE DO PARÁ - FAP

PRIVADA

2150

FAPI-FACULDADE DO PIAUÍ - FAPI

PRIVADA

2242

FAREC-FACULDADE DO RECIFE - FAREC

PRIVADA

1609

FCP-FACULDADE DOS CERRADOS PIAUIENSES - FCP

PRIVADA

1805

FG-FACULDADE DOS GUARARAPES - FG

PRIVADA

2532

FASUG-FACULDADE DO SUDESTE GOIANO - FASUG

PRIVADA

2241

FACSUM-FACULDADE DO SUDESTE MINEIRO - FACSUM

PRIVADA

1715

FASB-FACULDADE DO SUL DA BAHIA - FASB

PRIVADA

2944

FACSUL-FACULDADE DO SUL - FACSUL

PRIVADA

439

FAFRAM-FACULDADE DOUTOR FRANCISCO MAEDA - FAFRAM

PRIVADA

1775

FAVIP-FACULDADE DO VALE DO IPOJUCA - FAVIP

PRIVADA

1967

FAI-FACULDADE DO VALE DO ITAPECURÚ - FAI

PRIVADA

1879

FACEAR-FACULDADE EDUCACIONAL DE ARAUCÁRIA - FACEAR

PRIVADA

1657

FAED-FACULDADE EDUCACIONAL DE DOIS VIZINHOS - FAED

PRIVADA

1574

FACEMED-FACULDADE EDUCACIONAL DE MEDIANEIRA - FACEMED

PRIVADA

1774

UNIÃO-FACULDADE EDUCACIONAL DE PONTA GROSSA - UNIÃO

PRIVADA

1322

EDUVALE-FACULDADE EDUVALE DE AVARÉ - EDUVALE

PRIVADA

1697

FACOL-FACULDADE ESCRITOR OSMAN DA COSTA LINS - FACOL

PRIVADA

2351

PIO XII - DIR-FACULDADE ESPÍRITO SANTENSE DE CIÊNCIAS JURÍDICAS - PIO XII - DIR

PRIVADA

1766

UNICAPE-FACULDADE ESPÍRITO SANTENSE - UNICAPE

PRIVADA

1509

FESBH-FACULDADE ESTÁCIO DE SÁ DE BELO HORIZONTE - FESBH

PRIVADA

862

FESCG-FACULDADE ESTÁCIO DE SÁ DE CAMPO GRANDE - FESCG

PRIVADA

1986

FESJF-FACULDADE ESTÁCIO DE SÁ DE JUIZ DE FORA - FESJF

PRIVADA

1659

FAESO-FACULDADE ESTÁCIO DE SÁ DE OURINHOS - FAESO

PRIVADA

1510

FESSC-FACULDADE ESTÁCIO DE SÁ DE SANTA CATARINA - FESSC

PRIVADA

1496

FESVV-FACULDADE ESTÁCIO DE SÁ DE VILA VELHA - FESVV

PRIVADA

1486

FESV-FACULDADE ESTÁCIO DE SÁ DE VITÓRIA - FESV

PRIVADA

3789

-FACULDADE EVANGÉLICA DE GOIANÉSIA

PRIVADA

3525

FAECAD-FACULDADE EVANGÉLICA DE TECNOLOGIA, CIÊNCIAS E BIOTECNOLOGIA DA CGADB - FAECAD

PRIVADA

11841

FACEP-FACULDADE EVOLUÇÃO ALTO OESTE POTIGUAR - FACEP

PRIVADA

1537

FIE-FACULDADE EXPONENCIAL - FIE

PRIVADA

2784

-FACULDADE FAE BLUMENAU

PRIVADA

2131

FAPAN-FACULDADE FAPAN - FAPAN

PRIVADA

1819

FFB-FACULDADE FARIAS BRITO - FFB

PRIVADA

1806

FAFE-FACULDADE FERNÃO DIAS - FAFE

PRIVADA

5277

-FACULDADE FORTIUM

PRIVADA

2165

FAFIG-FACULDADE FOZ DO IGUAÇU - FAFIG

PRIVADA

1141

FGS-FACULDADE GAMA E SOUZA - FGS

PRIVADA

5518

FG-FACULDADE GUARAPUAVA - FG

PRIVADA

5318

FGG-FACULDADE GUILHERME GUIMBALA - FGG

PRIVADA

4069

FH-FACULDADE HORIZONTES - FH

PRIVADA

1423

FACI-FACULDADE IDEAL - FACI

PRIVADA

1758

FAINOR-FACULDADE INDEPENDENTE DO NORDESTE - FAINOR

PRIVADA

2426

FIBRA-FACULDADE INTEGRADA BRASIL AMAZONIA - FIBRA - FIBRA

PRIVADA

1658

FGF-FACULDADE INTEGRADA DA GRANDE FORTALEZA - FGF

PRIVADA

1835

FIESC-FACULDADE INTEGRADA DE ENSINO SUPERIOR DE COLINAS - FIESC

PÚBLICA

1709

FACIPE-FACULDADE INTEGRADA DE PERNAMBUCO - FACIPE

PRIVADA

1107

FIC-FACULDADE INTEGRADA DO CEARÁ - FIC

PRIVADA

1077

FIR-FACULDADE INTEGRADA DO RECIFE - FIR

PRIVADA

2279

METROCAMP-FACULDADE INTEGRADA METROPOLITANA DE CAMPINAS - METROCAMP

PRIVADA

4530

FITS-FACULDADE INTEGRADA TIRADENTES - FITS

PRIVADA

1078

CEI-FACULDADE INTEGRADO DE CAMPO MOURÃO - CEI

PRIVADA

1190

F.I.C.-FACULDADE INTEGRAL CANTAREIRA - F.I.C.

PRIVADA

1734

FACID-FACULDADE INTEGRAL DIFERENCIAL - FACID

PRIVADA

1728

UNIRON-FACULDADE INTERAMERICANA DE PORTO VELHO - UNIRON

PRIVADA

924

FINTEC-FACULDADE INTERLAGOS DE EDUCAÇÃO E CULTURA - FINTEC

PRIVADA

1491

FACINTER-FACULDADE INTERNACIONAL DE CURITIBA - FACINTER

PRIVADA

2328

FITB-FACULDADE ITEANA DE BOTUCATU - FITB

PRIVADA

2344

FITI-FACULDADE ITEANA DE IBITINGA - FITI

PRIVADA

2035

FAJAR-FACULDADE JAGUARIAÍVA - FAJAR

PRIVADA

4118

FJN-FACULDADE JOAQUIM NABUCO - PAULISTA - FJN

PRIVADA

1936

-FACULDADE LA SALLE

PRIVADA

1821

FAC-LIONS-FACULDADE LIONS - FAC-LIONS

PRIVADA

3862

FLF-FACULDADE LUCIANO FEIJÃO - FLF

PRIVADA

3230

FILEM-FACULDADE LUIZ EDUARDO MAGALHÃES - FILEM

PRIVADA

3724

FSJ-FACULDADE MARANHENSE SÃO JOSÉ DOS COCAIS - FSJ

PRIVADA

1624

FMR-FACULDADE MARECHAL RONDON - FMR

PRIVADA

1079

CESPAR-FACULDADE MARINGÁ - CESPAR

PRIVADA

3618

FMS-FACULDADE MARIO SCHENBERG - FMS

PRIVADA

2723

FMR-FACULDADE MARISTA - FMR

PRIVADA

1381

FMF-FACULDADE MARTHA FALCÃO - FMF

PRIVADA

1337

FMD-FACULDADE MATER DEI - FMD

PRIVADA

2149

FACSUL-FACULDADE MATO GROSSO DO SUL - FACSUL

PRIVADA

3817

FMN JOÃO PESSOA-FACULDADE MAURÍCIO DE NASSAU DE JOÃO PESSOA - FMN JOÃO PESSOA

PRIVADA

1504

FACULDADE MAURÍCIO DE NASSAU DE MACEIÓ

PRIVADA

3853

FMN NATAL-FACULDADE MAURÍCIO DE NASSAU DE NATAL - FMN NATAL

PRIVADA

1055

FMN SALVADOR-FACULDADE MAURÍCIO DE NASSAU DE SALVADOR - FMN SALVADOR

PRIVADA

2835

FMN-FACULDADE MAURÍCIO DE NASSAU - FMN

PRIVADA

2123

AESI-FACULDADE MAX PLANCK - AESI

PRIVADA

2383

IMED-FACULDADE MERIDIONAL - IMED

PRIVADA

1085

FAMES-FACULDADE METODISTA DE SANTA MARIA - FAMES

PRIVADA

1253

FMG-FACULDADE METODISTA GRANBERY - FMG

PRIVADA

1675

UNESJ-FACULDADE METROPOLITANA DA GRANDE RECIFE - UNESJ

PRIVADA

2175

FAMEBLU-FACULDADE METROPOLITANA DE BLUMENAU - FAMEBLU

PRIVADA

1170

FAMEC-FACULDADE METROPOLITANA DE CAMAÇARI - FAMEC

PRIVADA

1400

FAMEC-FACULDADE METROPOLITANA DE CURITIBA - FAMEC

PRIVADA

1777

FAMEG-FACULDADE METROPOLITANA DE GUARAMIRIM - FAMEG

PRIVADA

2147

FAMETRO-FACULDADE METROPOLITANA DE MANAUS - FAMETRO

PRIVADA

1508

UNIFAMMA-FACULDADE METROPOLITANA DE MARINGÁ - UNIFAMMA

PRIVADA

1720

FAMIG-FACULDADE MINAS GERAIS - FAMIG

PRIVADA

2336

FMB-FACULDADE MONTES BELOS - FMB

PRIVADA

195

FMJ - MACKENZIE RIO-FACULDADE MORAES JÚNIOR - MACKENZIE RIO - FMJ - MACKENZIE RIO

PRIVADA

1443

FINAC-FACULDADE NACIONAL - FINAC

PRIVADA

2908

FANEC-FACULDADE NATALENSE DE ENSINO E CULTURA - FANEC

PRIVADA

1264

FARN-FACULDADE NATALENSE PARA O DESENVOLVIMENTO DO RIO GRANDE DO NORTE - FARN

PRIVADA

1718

FAN-FACULDADE NOBRE DE FEIRA DE SANTANA - FAN

PRIVADA

1772

FANOR-FACULDADE NORDESTE - FANOR

PRIVADA

1797

UNINORTE-FACULDADE NORTE PARANAENSE - UNINORTE

PRIVADA

1308

FNM-FACULDADE NOVO MILÊNIO - FNM

PRIVADA

1666

NOVOS HORIZONTES-FACULDADE NOVOS HORIZONTES - NOVOS HORIZONTES

PRIVADA

3760

OMNI-FACULDADE OMNI - OMNI

PRIVADA

1239

PADRAO-FACULDADE PADRÃO - PADRAO

PRIVADA

1932

FAPAS-FACULDADE PALOTINA - FAPAS

PRIVADA

2911

FAPAN-FACULDADE PAN AMAZÔNIA - FAPAN

PRIVADA

2243

FAP-FACULDADE PARAÍBANA - FAP

PRIVADA

3388

FAP-FACULDADE PARAÍSO DO CEARÁ - FAP

PRIVADA

1488

FAP-FACULDADE PARAÍSO - FAP

PRIVADA

432

FACCAR-FACULDADE PARANAENSE - FACCAR

PRIVADA

2420

FAPAR-FACULDADE PARANAENSE - FAPAR

PRIVADA

2330

FAP-FACULDADE PARA O DESENVOLVIMENTO DO ESTADO E DO PANTANAL MATO-GROSSENSE - FAP

PRIVADA

1552

FAP-FACULDADE PIAUIENSE - FAP

PRIVADA

661

FPD-FACULDADE PIO DÉCIMO - FPD

PRIVADA

1818

FPAS-FACULDADE PITÁGORAS DE BELO HORIZONTE - FPAS

PRIVADA

4362

PITÁGORAS-BETIM-FACULDADE PITÁGORAS DE BETIM - PITÁGORAS-BETIM

PRIVADA

2271

FPI-FACULDADE PITÁGORAS DE IPATINGA - FPI

PRIVADA

1632

-FACULDADE PITÁGORAS DE LONDRINA

PRIVADA

2437

PIT TEIXEIRA-FACULDADE PITÁGORAS DE TEIXEIRA DE FREITAS - PIT TEIXEIRA

PRIVADA

1492

PIT UBERLÂNDIA-FACULDADE PITÁGORAS DE UBERLÂNDIA - PIT UBERLÂNDIA

PRIVADA

3456

POLICAMP-FACULDADE POLITÉCNICA DE CAMPINAS - POLICAMP

PRIVADA

1598

FPU-FACULDADE POLITÉCNICA DE UBERLÂNDIA - FPU

PRIVADA

3099

FPB-FACULDADE POTIGUAR DA PARAÍBA - FPB

PRIVADA

14029

FUNEC Aimorés-FACULDADE PRESIDENTE ANTÔNIO CARLOS DE AIMORÉS - FUNEC Aimorés

PRIVADA

14028

FUNEC Betim-FACULDADE PRESIDENTE ANTÔNIO CARLOS DE BETIM - FUNEC Betim

PRIVADA

15452

-FACULDADE PRESIDENTE ANTÔNIO CARLOS DE BOM DESPACHO

PRIVADA

14243