Date:

Sat, 12 Apr 2008 22:12:36 -0300

From:

"Rafael Gondim" <rafaelgfg@gmail.com>

To:

"Átila de Almeida Oliveira" <kelsen_fasb@msn.com>, "fernando lima" <profpito@yahoo.com>, "Carlos Sebasti Silva Nina" <carlos.nina@yahoo.com.br>, "Rafael Gondim" <rafaelgfg@gmail.com>, "josefguimaraes" <josefguimaraes@uol.com.br>, "Movimento Nacional dos Bachareis - PA" <pres.mnbdpa@gmail.com>

Subject:

RE: INTERESSANTE

 

 

Marcelo,

 

Muito boa sua observação.

Confesso que, por conta do baixíssimo nível de nossa televisão nacional, eu só assisto os canais da DIRECTV, mas infelizmente, de vez em quando, por força das circunstâncias familiares, acabo "assistindo", ou melhor, ouvindo o que se passa nos nossos canais de televisão nacional.

Não ouvi o que acaba de nos contar, mas é um absurdo que tenha ocorrido e é bom mesmo chamarmos a atenção de todos sobre esta palhaçada, pois, concordo com você, não tem NADA  a ver com a questão.

E digo mais, o PIOR é que este nosso povo inteligentíssimo está sendo influenciado pelos canais de televisão nacional e já está convicto de que o pai e a madrasta são os assassinos da Isabela SEM O DEVIDO PROCESSO LEGAL. (Não é a primeira vez que isto ocorre e, infelizmente, não será a última)

PIOR ainda estão sendo as declarações irresponsáveis do Promotor ou de qualquer pessoa que esteja investigando este caso condenando quem quer que seja dizendo que os indícios, as provas, etc., são neste ou noutro sentido e leva a crer que eles são os assassinos. O que é isso?

Francamente, as provas produzidas, por mais consistentes que sejam, irão ser contestadas em juízo, um juiz verificará se foram produzidas de acordo com a lei, verificará se são LÍCITAS, se não foram forjadas para dar uma resposta imediata para a população condenando qualquer um e dar o assunto por encerrado.

Que país é este?

Já imaginaram se um dos dois ou ambos forem inocentes?

Nada que se faça irá conseguir reparar o que eles já passaram e o mais absurdo é que o que acontece com eles hoje pode acontecer com qualquer um de nós amanhã.

No Brasil, inverte-se tudo, o bom senso, a justiça, as leis, a Constituição, etc., pois, tomando como exemplo este caso, o cidadão é CULPADO até que ele consiga provar que é inocente.

A televisão mostra eles como assassinos e o Promotor, se aproveitando da situação, desfruta dos seus minutos de fama, com o intuito de aparecer mesmo e de maneira irresponsável, temerária.

Francamente, onde está a OAB nestas horas?

Nada faz, nada diz, não condena esta condenação prévia ao devido processo legal, não se posiciona para acabar com este linchamento público por quê?

Será que a OAB não quer se indispor com a imprensa defendendo supostos criminosos?

Será que é esta a nova OAB que tanto falam?

Uma OAB que deixa a imprensa condenar dois cidadãos SEM O DEVIDO PROCESSO LEGAL.

Uma OAB que deixa o povo sair nas ruas para fazer justiça com as próprias mãos.

Quando o assunto é denegrir os Bacharéis em Direito que defendem fundamentadamente que o Exame de Ordem da OAB é flagrantemente IMORAL, ILEGAL, INCONSTITUCIONAL e, supostamente, FRAUDULENTO, os representantes da OAB sabem dar entrevistas tendenciosas contra o MNBD, sabem ofender os Bacharéis, promovem encontros para apoiar seu exame INCONSTITUCIONAL, etc., agora, quando surge uma situação que os representantes da OAB têm que defender dois cidadãos PRESUMIVELMENTE INOCENTES QUE ESTÃO SENDO LINCHADOS PUBLICAMENTE, o que fazem os representantes da OAB?

Por conveniência, CALAM-SE, NA CERTA PARA NÃO PERDEREM O APOIO DA IMPRENSA NA DEFESA DO SEU ABSURDO EXAME DE ORDEM, JÁ QUE A IMPRENSA NÃO TEM DADO O MESMO ESPAÇO PARA QUEM É CONTRA O EXAME DE ORDEM DA OAB COMO TEM DADO PARA A OAB DEFENDER SEU EXAME INCONSTITUCIONAL.  

Não sei onde o nosso país irá parar, mas, faço a minha parte e continuarei fazendo custe o que custar.

 

Rafael Guedes
Presidente do Movimento Nacional dos Bacharéis em Direito - Seccional - Bahia.
 

 

 

Prezados Colegas,

Estava eu assistindo os telejornais, que há duas semanas não param de noticiar sobre o lamentável caso da menina Izabela Nardoni que teria sido assassinada, supostamente,  pelo pai, Alexandre Nardoni e pela madrasta.

Quando se referiram à profissão do Alexandre Nardoni (filho de um advogado), disseram que ele seria Consultor Jurídico e que por diversas vezes teria prestado o Exame de Ordem e não teria sido aprovado.

O que tem a ver?

Porque fizeram essa observação?

O que eles estão querendo dizer com isso?

Muitos erros de julgamento ocorrem quando se julga a parte pelo todo ou o todo pela parte.

É chegada a hora de buscarmos respostas.
--
MARCELO PAES
Presidente do Movimento Nacional dos Bacharéis em Direito - Seccional - Pará.