Estudantes de Medicina realizam protestos pelo Estado

Proposta do MEC de transformar diplomas de médico em certificados de bacharel desagrada

17.10.2008

http://zerohora.clicrbs.com.br/zerohora/jsp/default.jsp?newsID=a2248684.htm&tab=00014&uf=1

 

Atualizada às 22h16min

Maicon Bock, Especial

Um protesto de estudantes de Medicina dificultou o trânsito, entre 12h e 13h10min desta sexta-feira, no entorno do Túnel da Conceição, próximo ao centro de Porto Alegre. Cerca de 20 policiais militares, além de agentes da Empresa Pública de Transportes e Circulação (EPTC), acompanharam a manifestação.

Empunhando faixas, com apitos e narizes de palhaço, os estudantes entoaram gritos de ordem contrários à proposta do Ministério da Educação (MEC) de transformar os diplomas de médico em certificados de bacharel em Medicina. Os manifestantes temem que a mudança no título descaracterize a profissão.

Para o Sindicato Médico do Rio Grande do Sul (Simers), a mudança da denominação poderia servir de precedente para a implementação de exame de qualificação ao final do curso, tanto que na assembléia de estudantes convocada pelo sindicato em 30 de setembro o tema estava na pauta.

O MEC teria sinalizado a favor de avaliação para formandos da Medicina, nos moldes do exame da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).

— Queremos avaliações sistemáticas dos cursos e dos alunos, não uma prova que se torna em avaliação sumária e que não contempla a prática da profissão — avalia a vice-presidente do Simers, Maria Rita de Assis Brasil.

Em frente ao Museu de História da Medicina do Rio Grande do Sul (MUHM), ocorreu um ato público, em que foi desenrolado um diploma de médico de cerca de seis metros quadrados, como símbolo da campanha para reverter a mudança. Cerca de 80 estudantes do curso de Medicina da Universidade de Santa Cruz do Sul (Unisc) vieram a Porto Alegre para participar do protesto.

Pelo Estado

 
Também ocorreram manifestações simultâneas em Pelotas, Passo Fundo e Rio Grande. Confira os trajetos: 

- Pelotas: do Hospital São Francisco de Paula até o chafariz da Rua Sete de Setembro, no Centro;

- Passo Fundo: do Hospital da Cidade até o Hospital São Vicente de Paula, em frente à Faculdade de Medicina da Universidade de Passo Fundo (UPF);
- Rio Grande: do Hospital Universitário da Furg até o Largo Dr. Pio.