10. COMO USAR O PAGE BUILDER

 

Clique em Yahoo! Page builder.

 

Em seguida, na página que vai abrir, clique em:

 iniciar page builder

 

Espere o carregamento do programa. Dependendo do seu modem e da sua conexão da internet, ele poderá levar uns dois ou três minutos para carregar.

 

Em seguida, vai abrir uma página em branco, no page builder. Observe, lá em cima, na barra azul, o seu nome.

 

Aos poucos, você vai se familiarizar com os principais recursos do page builder. Não existe nenhuma grande dificuldade, a não ser os problemas técnicos, que às vezes podem acontecer, no seu computador ou no acesso à internet.

 

Mas entenda desde logo que, depois de aberto o page builder,  esse programa estará funcionando no seu computador, e só vai precisar da conexão com a internet quando você for salvar as alterações feitas na página que está aberta no page builder. Portanto, se você quiser economizar na sua conta telefônica, você pode perfeitamente fechar a sua conexão com a internet. Quando você precisar salvar a página que você vai construir no page builder, você poderá iniciar outra conexão.

 

Observe, também, que o nome da página que está aberta vai aparecer naquela barra inferior do page builder, onde está escrito: página:

 

Se você desejar abrir outra página (isso mais tarde, evidentemente, quando você já tiver várias páginas prontas, no seu site), bastará clicar lá em cima, à sua esquerda, em Arquivo, e depois em Abrir página. Na caixa de diálogo que vai aparecer, você poderá escolher qual a sua página que você deseja modificar, clicando em cima do nome dessa página, e depois clicando em CARREGAR. [M1] 

 

 

         INICIANDO:

 

Bem, vamos logo criar a sua primeira página, que depois deverá ser salva com o nome index. Para as outras páginas, você poderá escolher qualquer nome, desde que não contenha acento, cedilha, til, etc., como já foi explicado.

 

         Em primeiro lugar, clique em Formatar, depois em Fundo, e depois em Configurar cor de fundo.  Em seguida, você vai poder selecionar a cor da sua página. Depois, clique em OK. Pronto?

        

 

         ABRINDO AS CAIXAS DE TEXTO:

        

Bem, agora nós vamos ter que escrever alguma coisa, não é isso?

 

Clique em TEXTO (naquele retângulo azul, com um T maiúsculo).

 

Você pode abrir quantas caixas de texto desejar, e elas também podem ser sobrepostas, o que permite a obtenção de alguns efeitos especiais.

 

Na caixa de texto que vai abrir, e que você poderá aumentar em largura e altura, digite logo algumas palavras, para experimentar.

 

Depois, experimente mudar o tamanho das letras, e também a cor das letras e a cor da caixa (para a cor da letra, clique em ‘T’ (aquele T menor, logo em baixo, que tem ao lado uma paleta amarela) e para a cor da caixa, clique naquele ‘balde’ logo ao lado).

 

Você poderá usar também o B (para negrito), o I (para itálico) e o U (para sublinhado). Pratique um pouco. Observe que, se você selecionar uma “caixa de texto”, você poderá apagá-la simplesmente pressionando, no seu teclado, a tecla “delete”.

 

Observe, também, que você pode duplicar uma caixa de texto, com tudo o que já estiver digitado dentro dela, simplesmente pressionando CTRL+C e depois CTRL+V.

 

Observe, ainda, que depois que a sua página estiver pronta, e você precisar construir uma outra página semelhante, você não precisará fazer tudo novamente. Bastará duplicar essa primeira página, com o auxílio do gerenciador de arquivos, o que será explicado em um dos próximos tópicos.

 

Depois de duplicada, bastará abrir essa segunda página no page builder, para fazer as alterações necessárias.

 

Dica:

 

Mais tarde, quando as suas páginas já estiverem prontas, e você estiver trabalhando em uma delas, no page builder,  para fazer alguma alteração, se por acaso acontecer de você apagar tudo, por um erro, não se preocupe, basta não “SALVAR” a bobagem que você fez.

 

O que você faria, então?

 

Simplesmente, clicar em Arquivo, depois em Abrir página, “sem salvar as alterações feitas”, para abrir novamente essa mesma página, e começar tudo de novo. Entendeu?

 

COLOCANDO OS LINKS:

 

Bem, agora você vai poder abrir, no page builder,  quantas caixas de texto precisar, de todos os tamanhos e cores, vai poder digitar o que quiser, dentro de cada uma delas, e vai poder atribuir links, inicialmente para as suas páginas secundárias. Links de ida e de volta, certo?

 

Links de ida, na sua página index, para você clicar e acessar as suas páginas secundárias.

 

Links de volta, nas páginas secundárias, para você voltar à página index.

 

 Você poderá criar, também, links externos, por exemplo para as páginas do STF, ou do Congresso Nacional, etc.

 

Entendeu?

 

Recapitulando:

 

Você está construindo a sua página principal, ou página index. Neste ponto, você precisará fazer um planejamento para a construção do seu site. Precisará avaliar a melhor maneira de organizar o seu site, e planejar a sua estrutura básica. Depois, você se preocupa com os detalhes.

 

Suponhamos, assim, que você vai precisar de três páginas secundárias, uma para os seus artigos, outra para jurisprudência e outra para legislação.

 

Abra, então,  inicialmente,  TRÊS CAIXAS DE TEXTO.

 

Em uma delas, digite a palavra ARTIGOS, na outra JURISPRUDÊNCIA  e na outra, LEGISLAÇÃO. Escolha as cores e tamanhos, para as caixas e para as letras.

 

Em seguida, na caixa ARTIGOS, passe a seta do mouse (pressionando o botão esquerdo) em cima da palavra, para que ela fique destacada em preto.

 

Depois, clique lá em cima no sinal de link (ao lado do ícone “figuras”).

 

Na caixa que vai abrir, se você selecionar “minha página”, bastará digitar “artigos”.

 

Mas, se você selecionar URL, você precisará digitar o endereço completo dessa página “ARTIGOS”, que você ainda vai criar.

 

Qual será esse endereço?

 

Será o mesmo endereço básico da sua home page, como já vimos acima, http://geocities.yahoo.com.br/jursat2000/index.html, onde você vai substituir jursat2000 pela sua própria identidade e, em lugar de index, você vai digitar, por exemplo, artigos (dependendo, é claro, do nome com o qual você vai salvar essa página que vai conter a relação dos seus artigos, depois de pronta, no page builder).

 

Portanto, se você digitar artigos neste link que você está criando, é claro que depois, quando você criar a sua página secundária ARTIGOS, você vai precisar salva-la com esse nome, porque se não, ela não vai ser localizada, na internet.

 

Poderia ser outro nome qualquer. Você escolhe. Apenas não esqueça que não deve usar acentos, til, cedilha. Cuidado também com maiúsculas e minúsculas. Lembre também de verificar se a página está sendo salva como html ou htm. E não complique.

 

Recapitulando: Naquela caixinha, para criar o link, se você clicar em URL, vai precisar digitar o endereço completo. Você poderá fazer, então, um link externo, digitando, por exemplo, www.stf.gov.br.

 

 Se, no entanto, você escolher minha página, bastará digitar artigos, porque essa página está dentro do seu site. É um link interno.

 

Observe que você também pode selecionar e.mail, para fazer um link para que alguém possa se comunicar com você, enviando mensagens para a sua caixa de e.mail (eletronic mail).

 

Evidentemente, agora você poderá repetir esse processo, e criar também os links para as suas outras páginas secundárias, que você ainda vai criar, ou seja, a página jurisprudencia e a página legislacao. Assim mesmo, sem acentos, cedilha ou til. Você já sabe o motivo.

 

Bem, antes de salvar a sua página index, observe que você pode, também, aumentar o seu tamanho, ou a sua largura, conforme a necessidade. Isso vai ser útil depois, quando a sua página já estiver pronta.

 

Clique lá em cima em Formatar, e depois em Propriedades da página.

 

Observe, na caixa que vai abrir, os recursos de que você dispõe. Depois, de acordo com as suas necessidades, você vai aprender a utilizar esses recursos.

 

 

SALVANDO O SEU TRABALHO:

 

Bem, agora que a sua primeira página já está do seu agrado, clique lá em cima em Arquivo, depois clique em Salvar como. Lembre que a sua página inicial tem que ser salva com o nome index.

 

Tudo certo?

 

         Depois que a página for salva, aparecerá uma mensagem: “Gostaria de visualizar sua página?”

 

         Clique em OK. E depois que a página carregar, aproveite logo para colocá-la nos seus favoritos.

 

Veja aqui a página principal que eu criei com a minha identidade jursat2000:

 

 http://geocities.yahoo.com.br/jursat2000/index.html

 

         CRIANDO AS PÁGINAS SECUNDÁRIAS:

 

A seguir, vamos criar as suas páginas secundárias, “artigos”, “jurisprudência” e “doutrina”.

 

Clique lá na barra superior do page builder, em Arquivo e depois em Nova página. A seguir, na página em branco que vai abrir, e que depois vai ser salva com o nome artigos,  você poderá repetir os mesmos passos da página index, e poderá colocar links para as suas outras páginas (jurisprudência, legislação, e página principal).

 

Pode também colocar links para e.mails, ou links externos, para outras páginas, como por exemplo o STF, o jus navigandi, etc).

 

COMO IMPORTAR FIGURAS PARA AS SUAS PÁGINAS:

 

Você também poderá colocar figuras diversas, como barras e  setas, ou fotos, em qualquer uma de suas páginas.

 

Para isso, clique lá em cima, no ícone Figuras.

 

Na caixa que vai abrir, clique em Carregar. Em seguida, vai aparecer uma outra caixa menor, onde você vai clicar em Procurar. Imediatamente, aparecerá uma outra caixa, para que você possa selecionar o arquivo do seu computador onde você guardou aquela figura copiada da internet, quando você estava surfando, lembra-se?

 

Se você não se lembra, acesse novamente o tópico “Cópia de figuras da internet”.

 

Assim, basta localizar essa figura, no seu computador, e depois clique em Carregar. A figura vai aparecer na página que você estiver trabalhando no page builder. (no seu caso, você estaria colocando a figura na página index, ou em qualquer uma das três páginas secundárias). Entendeu?

 

Em seguida, você poderá arrumar essa figura, como você preferir.

 

Dicas:

 

Essas figuras, em geral, podem ser aumentadas, como se fossem as caixas de texto, que você já sabe utilizar. Algumas, no entanto, podem perder a nitidez, e podem ficar deformadas, depois que você salvar a sua página.

 

Você também pode duplicar uma figura, no page builder. Basta clicar em cima dessa figura, depois apertar, em seu teclado, CTRL+C e em seguida CTRL+V. Exatamente como acontece com as caixas de texto. Com isso, você terá duas figuras sobrepostas, e poderá “arrastar” uma delas, mantendo apertado o botão esquerdo do mouse.

 

Depois, como essa figura ficou na memória do computador, depois que você apertou CTRL+C, você poderá duplica-la quantas vezes desejar, bastando para isso pressionar CTRL+V.

 

         Você também pode colocar links nas figuras.

 

Basta clicar em cima de uma figura, e você poderá criar um link, do mesmo modo como já foi explicado anteriormente, a respeito da criação de links nas caixas de texto. Você também poderá digitar textos, que vão aparecer, quando a seta do mouse for colocada sobre essa figura, depois que a sua página for “salva”.

 

 

 

                Recapitulando:

 

         Você já criou a sua página index, e três páginas secundárias, todas elas com os links necessários para que você - e os seus visitantes, evidentemente, possam “surfar” por essas páginas.

 

         Sempre que você precisar fazer qualquer alteração ou acréscimo nessas páginas, bastará acessar o page builder, ou o gerenciador de arquivos.

 

O gerenciador serve, por exemplo, para apagar uma página, ou para duplica-la (evidentemente, com outro nome, que você vai escolher). Observe que não podem existir duas páginas exatamente com o mesmo nome, no seu site.

 

         Suponhamos, agora, que você já tem, no seu computador, pronto, um artigo jurídico transformado em html, para ser divulgado no seu site.

 

         O que fazer?

 

         Primeiro, é preciso utilizar o FTP, para “jogar” esse html na internet.

 

         Depois, é preciso abrir a sua página artigos no page builder, para digitar o nome do artigo, por exemplo: O Federalismo Brasileiro, e criar um link para o endereço desse artigo na internet, que poderia ser mais ou menos o seguinte:

 

         http://geocities.yahoo.com.br/seunome/federalismo.html

        

         Dicas:

 

         A ordem dos fatores não altera o produto. Você também poderá usar primeiro o page builder, para criar o link, e depois usar o FTP, para transferir o documento html para o seu site. Isso é indiferente. O importante, mesmo, é que o link contenha exatamente o endereço desse documento. Se houver qualquer diferença, por exemplo, uma simples letra maiúscula em lugar de uma minúscula, ou um ponto fora do lugar, o seu texto não vai abrir quando você clicar nesse link.

 

         Observe, também, se o texto foi salvo como html ou como htm. Se ele foi salvo como htm, só vai abrir se o endereço estiver de acordo.

 

         Como já foi explicado a respeito da transformação de documentos Word em html, você precisa ter cuidado, nesse processo, para verificar se o documento está sendo salvo em html ou em htm.

 

         Pratique:

 

Abra um documento do Word. Clique em Arquivo, depois em Salvar como. Na caixa que abrir, digite o nome do arquivo (por exemplo, qualquercoisa.html, e depois selecione, em Salvar como,  página da web”, ou “documento html”, dependendo do seu computador.

 

OBSERVE, então, que o nome do arquivo vai se alterar, automaticamente, para qualquercoisa.htm.

 

Assim, se você clicar em Salvar, você estará criando um documento htm, e não um html.

 

Conseqüentemente, quando você for fazer o link para esse documento, você deverá colocar htm, e não html, para que o seu documento possa ser encontrado na internet (acessado).

 

Outro exemplo:

 

Se você, ao digitar o nome do arquivo que você pretende jogar na internet, em vez de digitar qualquercoisa.html, como no exemplo acima, você digitar apenas qualquercoisa, o seu arquivo será salvo como htm.

 

Observe, também, que na caixa do FTP, que você vai usar para jogar esses arquivos no seu site, assunto que será objeto do próximo tópico, existe a opção: “transformar todos os arquivos em html”. Quer dizer: se você clicar nessa opção, os arquivos serão todos carregados no seu site como html. Isso para que você não precise se preocupar com esse problema. Aliás, existe também uma opção para transformar todas as letras em “caixa baixa”. Também para evitar problemas, porque como você já sabe, uma letra em caixa alta vai alterar o endereço, e o seu artigo, por exemplo,  não será localizado.

 

Outra dica:

 

Para facilitar o seu serviço, você não precisa ficar sempre digitando o endereço completo para poder criar um link. É perfeitamente possível utilizar o CTRL+C e o CTRL+V, para jogar o endereço na “caixa de diálogo” de criação do link.

 

Se for preciso alterar alguma coisa, você o fará depois, manualmente.

 

Outra coisa: quando você estiver surfando na internet, você pode colocar a seta do mouse em cima de um link, e clicar com o botão direito do mouse, para copiar o endereço. Assim, se você estiver, ao mesmo tempo, com o page builder aberto, você poderá imediatamente copiar esse link na sua página, sem precisar digitar o endereço. Certo? Experimente.

 

         No próximo tópico, será explicada a utilização do FTP (file transfer protocol, ou programa de transferência de arquivos), que serve para transferir os arquivos html do seu computador para o seu site, e depois será explicado o funcionamento do gerenciador de arquivos, que serve, entre outras coisas, para duplicar ou renomear páginas, e também para verificar quantos megas de espaço ainda estão disponíveis no seu site.


 [M1]